Estilos de gin e definições legais

Escrito por:

Gim é um destilado potável temperado com zimbro e outros botânicos (como coentro, angélica, limão e cascas de laranja), por composição ou destilação. Mais simplesmente, todos os gins são basicamente um destilado neutro, (vodka de alto teor alcoólico) com sabor de zimbro e várias sementes, bagas, raízes, frutas e ervas.

Gin é usualmente vendido entre 35 e 43% de álcool por volume, com o limite inferior desse espectro afetado principalmente pelas leis vigentes em determinados mercados. Muitas marcas de gin também possuem um engarrafamento com maior teor alcoólico, voltado para o marcador duty free, entre 45% a 50% de álcool por volume.

ency 51 image

London dry gin

Esse gin seco de estilo puro foi originalmente criado em Londres e apareceu logo após o alambique contínuo (“Coffey still") ter sido inventado em 1831, possibilitando assim a produção de um destilado quase puro. A alta força da destilação removeu os sabores desagradáveis encontrados em gins anteriores, para que os novos destilados pudessem ser vendidos sem serem adoçados ou "seco". Apesar do nome, London Dry pode ser produzido em qualquer lugar do mundo.

Apesar do estilo do "London dry gin" dominar o mercado global, são vários os estilos de destilados de zimbro...

Genever

O destilado holandês de zimbro que originou a criação da bebida que conhecemos hoje como gin. Genever também é conhecida como genebra, jenever e hollands. Como mantém mais do sabor do centeio, cevada e milho do que o gin, genever deve ser tratado como uma categoria própria de destilado, em vez de ser considerado um tipo de gin.

Old Tom gin

Esse estilo de gin doce ou "tônico" era extremamente popular nos séculos XVIII e XIX, quando o gin era mais pungente devido à retificação limitada (purificação) da base do destilado nos alambiques com potes de cobre daquela época. O gosto áspero da fermentação, sem duvida presentes no gin, eram mascarados por aromatizantes (mais comumente limão ou anis) ou adoçados por botânicos doces, como o alcaçuz e mais tarde, no século XIX, com açúcar. Este estilo adoçado de gin tornou-se conhecido como "Old Tom Gin".

O Old Tom provavelmente começou como um termo geral, mas tornou-se associado a um estilo particular de gin. Uma história diz que um gato caiu em uma cuba de gin em uma destilaria cujo nome foi omitido, dando ao gin um sabor distintivo. No entanto, a criação desse estilo é mais provável responsabilidade de Thomas Chamberlain, um antigo fabricante de gin.

Na segunda metade do século XIX, o gin não adoçado ou "seco" cresceu em popularidade, em parte liderado pela crescente moda do champanhe seco. A essa altura, a qualidade da base do destilado tinha melhorado graças à invenção do Coffey, ainda assim, esses gins secos eram próximos em estilo ao que conhecemos como "London Dry Gin" hoje.

Durante o século XX, este estilo de gin doce, que normalmente continha entre 2% e 6% de açúcar, praticamente acabou e o pouco que continuou a ser produzido na Inglaterra era principalmente exportado para a Finlândia, Japão e partes dos EUA. Em 2007, vários produtores começaram a comercializar novamente o "Old Tom" na Grã-Bretanha e em mercados de exportação, como os EUA.

Plymouth gin

Em 2008, o gin estilo Plymouth ganhou o status de Indicação Geográfica Protegida (IGP) pela União Européia. Isto estipulou que somente os gins produzidos no sudoeste da cidade inglesa de Plymouth, com o mínimo de de 37.5% álcool/volume e com um sabor predominantemente de zimbro podem ser descritos como sendo Plymouth Gin. Esse foi um exemplo bizarro da legislação da União Européia, pois Plymouth Gin era e continua sendo uma marca registrada (atualmente de propriedade da Pernod Ricard), impedindo assim que qualquer outro gin feito na cidade de Plymouth possa ser descrito como Plymouth gin, mesmo sendo permitido pela IGP.

No entanto, em novembro de 2014, uma declaração da Pernod Ricard anunciou: “Decidimos retirar o nosso apoio à Indicação Geográfica Protegida (IGP) para o Plymouth Gin”. Isso ocorreu antes da União Européia passar a exigir que, até fevereiro de 2015, todos os produtores titulares de IGP especificassem quais as características geográficas e organolépticas do seu produto que justificavam o status de IGP.

Gin de Mahón

Gin feito em Mahón, capital da ilha de Menorca, é igualmente considerado como tendo o Estatuto Geográfico Protegido (IGP) e está registrado como tal sob o No.110/2008 do Parlamento Europeu, datado de 15 de janeiro de 2008. Confusamente, foi o queijo da cidade de Mahón-Menorca que a U.E. premiou com o Estatuto Geográfico Protegido. A única marca de gin que sabemos atualmente sendo produzida em Mahón é Xoriguer.

Vilnius Gin

Vilnius Gin (Vilniaus Dzinas em lituano), feito na cidade de Vilnius, Lituânia, pela destlaria Vilnius Degtiné, é outro exemplo de um gin listado como tendo o Estatuto Geográfico Protegido, com No.110/2008 do Parlamento Europeu. Contanto, como o Plymouth Gin, o Vilnius Gin também é uma marca registrada, portanto é difícil ver como pôde ser considerado pela U.E. para o status IGP.

ency 43 image

New Western dry gins

Esse é um termo impreciso, defendido pelo consultor e bartender americano Ryan Magarian, para um gin que, segundo alguns, está no limite de ser considerado gin devido a seus nível relativamente baixo de zimbro.

Citando Ryan: “Esta designação parece ter evoluído nos últimos nove anos, como resultado dos esforços de grandes marcas e destiladores regionais na Europa e nos Estados Unidos. Ao dar uma boa olhada na definição bastante imprecisa de gin seco, esses destiladores perceberam uma maior oportunidade maior de liberdade artística no "sabor" desse grande destilado e estão criando gins diferentes do padrão geralmente abundante de zimbro, usando mais botânicos e permitindo-lhes quase dividir a proporção em partes iguais. E enquanto o zimbro deve permanecer dominante em todos os gins secos, esses novos gins são definidos não pelo próprio zimbro, mas pela cuidadosa inclusão e equilíbrio dos sabores de apoio, criando, o que muitos especialistas acreditam ser, um definição inteiramente nova de gin seco que merece reconhecimento individual”.

Gin composto a frio

Os compostos gelados de gin são aromatizados com extrato de zimbro, como um óleo e outras essências de sabor sem destilação. Os aromas são “compostos” – simplesmente misturados com destilados neutros. A U.E. e outros órgão reguladores reconhecem que os compostos gelados de gin são inferiores aos destilados.

Em uma referência aos gins ilícitos feitos durante o período da Lei Seca, os compostos gelados de gin são freqüentemente denominados "gins de banheira". Para evitar tais gins, só compre gin cujo rótulo afirma que é destilado.

ency 90 image

Definições de gin no Brasil

No Brasil, o Decreto Nº 6.871, de 4 de junho de 2009, regulamenta a indústria de bebidas no país. Eis o que ele fala sobre gin:

Art. 63. Gim ou gin é a bebida com graduação alcoólica de trinta e cinco a cinqüenta e quatro por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida pela redestilação de álcool etílico potável de origem agrícola, na presença de bagas de zimbro (Juniperus communis), com adição ou não de outra substância vegetal aromática, ou pela adição de extrato de bagas de zimbro, com ou sem outra substância vegetal aromática, ao álcool etílico potável de origem agrícola e, em ambos os casos, o sabor do zimbro deverá ser preponderante, podendo ser adicionada de açúcares até quinze gramas por litro.

Parágrafo único. O gim será denominado de:

I - gim destilado, quando a bebida for obtida exclusivamente por redestilação;

II - london dry gin, quando a bebida for obtida por destilação seca;

III - gim seco ou dry gin, quando a bebida contiver até seis gramas de açúcares por litro; ou

IV - gim doce, old ton gin ou gim cordial, quando a bebida contiver acima de seis e até quinze gramas de açúcares por litro.

Definições de gin na União Européia

Em 20 de fevereiro de 2008, uma nova definição reconhecendo e legislando o que pode ser chamado de "gin" foi aprovada pela lei da U.E. como parte da revisada Regulamentação de Bebidas Destiladas da União Européia. De acordo com a legislação, todos os gins devem ser:
1) Feito com álcool etílico adequado aromatizado com bagas de zimbro (juniperus communis) e outros aromas.
2) O álcool etílico utilizado deve ser destilado segundo as normas mínimas estabelecidas no Regulamento de Bebidas Destiladas da União Européia.
3) O sabor predominante deve ser o zimbro.
4) Água pode ser adicionada para reduzir o teor alcoólico, mas o gin vendido no varejo deve ter no mínimo 37.5% de álcool por volume (abv).
5) Álcool etílico da mesma composição usado na destilação pode ser adicionado após qualquer destilação.

As leis ainda regulamentam sobre três definições distintas de gin: "Gin", "Gin Destilado" e "London Gin".

Gin
1) O álcool etílico não precisa ser re-destilado.
2) Aromatizantes podem ser aromatizantes naturais ou artificiais aprovados e estes podem ser compostos gelados (misturados juntamente com o álcool etílico).
3) Não existe restrição à adição de outros corantes ou aromatizantes aprovados, tais como adoçantes.

Gin Destilado
1) Deve ser preparado em um equipamento destilador tradicional pela re-destilação do álcool neutro na presença de aromas naturais, mas não existe um teor alcoólico mínimo estipulada para o destilado resultante.
2) Aromatizantes adicionais, adoçantes e outros aditivos aprovados podem ser adicionados após a destilação e podem ser naturais ou artificiais.
3) Corantes aprovados podem ser usados para colorir o gin destilado.
.
London Gin
1) Deve ser preparado em um equipamento destilador tradicional por re-destilação do álcool etílico na presença de todos os aromatizantes naturais a serem usados.
2) O álcool etílico usado para destilar o London Gin deve ser de qualidade superior ao padrão previsto para álcool etílico. O teor de metanol no álcool etílico não pode exceder o máximo de 5 gramas por hectolitro de álcool a 100%.
3) Os aromas utilizados devem ser todos aromatizantes naturais aprovados e devem conferir o seu sabor durante o processo de destilação.
4) A utilização de aromatizantes artificiais não é permitida.
5) O destilado resultante deve ter teor alcoólico mínimo de 70% abv.
6) Aromatizantes não podem ser adicionados após a destilação.
7) Uma pequena quantidade de substância adoçante pode ser adicionada após a destilação, desde que os açúcares não excedam 0,5 gramas/litro de produto final (esta é a parte negligente que nós somos contra), além de água, nenhuma outra substância pode ser adicionada.
8) London Gin não pode ser colorido.

Definições de gin nos Estados Unidos

Nos EUA, o Code of Federal Regulations 27 CFR Parte 5 §5.22 sob o título "Os padrões de identidade", parte C tem a seguinte definição:

“Gin" é um produto obtido por destilação original a partir de mosto ou por re-destilação de aguardentes destiladas ou por mistura de aguardentes neutras, com ou sobre bagas de zimbro e os outros aromáticos, ou com ou sobre extratos derivados de infusões, percolações ou maceração de tais materiais, e inclui misturas de gin e destilados neutros. Deve ter o seu sabor principal característico de bagas de zimbro e ser engarrafado a não menos de 80º proof. O Gin produzido exclusivamente por destilação original ou por re-destilação pode ainda ser designado como "destilado". "Gin Seco" (London Dry Gin), "Geneva Gin" (gin Hollands) e "Old Tom gin" (Tom gin) são tipos de gin reconhecidos sob tais designações.

  • Estilos de gin e definições legais image 20427

 

Sort by:
×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 422b4f4