História do gin parte 1 (Século XII-meados do século XVI): origens e popularização da destilação.

  • História do gin parte 1 (Século XII-meados do século XVI): origens e popularização da destilação. image 1

Escrito por:

Se você é um grande bebedor de gin, provavelmente irá sentar-se ao saber que ele tornou-se popular devido às suas propriedades diuréticas. A origem do London Dry Gin moderno remontam ao século XII. Ao longo do caminho, foi considerado como remédio para a Peste Negra e também uma grande ameaça à saúde pública. A seguir, você poderá ler sobre a história do gin em 8 capítulos.

1100s - A origem da destilação

A destilação surgiu no mundo árabe e chegou na Europa durante a Idade Média, através dos mouros e o seu reinado na Sicília. Acredita-se que os monges Beneditinos de Salerno, Itália, usaram este conhecimento de destilação recém-adquirido para fazer o álcool que usavam para dissolver e preservar as plantas medicinais, incluindo o zimbro, que ainda hoje, cresce abundantemente nas colinas próximas.

Uma coletânea de tratamentos compilada em torno de 1055, sob o nome de Compendium Salernita, inclui uma receita de um vinho tônico infundido com bagas de zimbro.

No século XII, os monges e os alquimistas em toda a Europa juntaram-se na busca pela a "aqua vita" ou água da vida. Estes destiladores primitivos faziam destilados através do aquecimento do vinho, daí a palavra "brandy", que emergiu do termo "burnt wine"(vinho queimado).

ency 37 image

1269 - Início dos medicamentos

Os médicos, através dos anos, usavam zimbro em suas preparações devido à sua reputação como diurético (odiamos declarar o óbvio desagradável, mas um diurético é algo que aumenta a excreção de urina). Por séculos, compostos de zimbro infundidos seriam usados para tratar condições de estômago, rins e fígado.

Uma referência popular que cita um tônico baseado em zimbro, e é frequentemente lembrada, está na publicação holandesa de 1269, "Der Naturen Bloeme" (A Flor" da Natureza ou O Livro da Natureza), de Jacob van Maerlant te Damme. Essa enciclopédia de história natural inclui um capítulo de ervas medicinais, entre elas o zimbro.

ency 44 image

1340s-1700s - A Peste e o zimbro

Durante o século XIV, a Peste Bubônica surgiu na Ásia Central e, no final do ano de 1340, já tinha se propagado por toda a Europa. Também conhecida como Peste Negra, estima-se que essa pandemia mortal tenha matado de um a dois terços da população da Europa.

Pessoas por toda a Europa consumiam tônicos e elixires de zimbro, na crença equivocada de que eles preveniam a peste. Uma receita de tônico de zimbro, sobrevivente do período, foi escrita por Johannes van Aaltier em 1351. Era também comum usar máscaras forradas com bagas de zimbro como uma barreira ao patógeno.

ency 43 image

Início do século XVI - Popularização da destilação

A destilação espalhou-se na Itália pelas regiões das vinícolas do Sul e, eventualmente, pelo restante da Europa. Ao longo do século XVI, a arte de destilar feita da trituração de grãos foi dominada.

A propagação do conhecimento da destilação foi ajudada pela invenção da imprensa, em 1440, pelo alemão Johannes Gutenberg. Em 1550, as máquinas de impressão estavam em operação em toda a Europa Ocidental. Publicado em 1500 por Hieronymus Braunschweig, um médico alsaciano, o "Liber de Arte Destillandi" (O Livro da Arte da Destilação) descreve os destilados como “as amantes de todos os medicamentos”.

Comprados aos atuais, os primeiros destilados eram bem mais fracos em teor alcoólico e o seu gosto mais amargo, devido às impurezas que a destilação primitiva não conseguia remover. Os holandeses geralmente são creditados por aperfeiçoar a arte de tornar esse "vinhos fracos" em destilados fortes e mais puros, através de um processo secundário de destilação. Contudo, Cognac e outros tradicionais centros de destilação da Europa reivindicam esse pioneirismo.

ency 25 image

Meados do século XVI - Popularização dos destilados aromatizados de zimbro

Há muita conjectura a respeito de quem fez o primeiro "genever/jenever" com vinho de malte e destilado de zimbro . Poderia muito bem ter sido um dos monges do século XII em Salerno, Itália (veja acima), mas acredita-se ter sido apenas a partir do século XV, por volta de 1400. Como Philip Duff escreve em seu texto sobre a primeira receita conhecida de gin, o professor Eric van Schoonenberghe achou uma receita nos Manuscritos de Sloane, parte do legado de 100.000 itens dos artigos científicos deixados para a nação britânica por Sir Hans Sloane, após sua morte em 1753. Intitulado “Om Gebrande Wyn te Maken” (“Fazendo Vinho Queimado”), uma análise do dialeto indicou que a receita foi escrita na região de Arnhem/Apeldoom nos Países Baixos, por volta de 1495. Especifica ingredientes para um destilado botânico de vinho que inclui noz-moscada, canela, galanga, sementes do paraíso, cravo-da-índia, gengibre, sálvia, cardamomo e zimbro, variadamente macerados ou destilados em base de vinho.

ency 32 image

A primeira evidência escrita de “genièvre” foi achada no Constelijck Distilleer Boek (Livro do Destilador Constelijck) em 1552. Há também evidências sugerindo que os destilados aromatizados de zimbro foram feitos em 1560 por huguenotes refugiado em Flandres, no norte da fronteira da França. A esta altura, os destilados aromatizados de zimbro também eram encontrados por toda a parte dos Países Baixos (Holanda, Bélgica e partes do Norte da França).

Próximo Capítulo da História do Gin

História do Gin parte 2 (1572 - início do século XVII) - O primeiro estilo de gin.

Estilos de gin e definições legais
Botânicos do gin explicados
Como é feito o gin?

História do Gin - linha do tempo em 8 partes

História do gin parte 1: Origens e popularização da destilação (Século XII-meados do século XVI).
História do gin parte 2: O primeiro estilo de gin (1572-início do século XVII).
História do gin parte 3: O gin invade a Inglaterra (1638-1726).
História do gin parte 4: Gin Craze em Londres (1728-1794).
História do gin parte 5: Gentrificação do gin e Old Tom (1800-1830).
História do gin parte 6: O surgimento e o domínio do London Dry Gin (1831-1953),/a>.
História do gin parte 7: A morte do gin e sua salvação (1955-1997).
História do gin parte 8: A nova era do gin e os gins da nova era (2000-até hoje).

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 42f8d9b