História do gin parte 5 (1800 - 1830): gentrificação e Old Tom

  • História do gin parte 5 (1800 - 1830): gentrificação e Old Tom image 1

Escrito por:

Na virada do século XIX, a "gin craze" de Londres e a privação que acompanhava tudo tinham sido esquecidas. O início dos anos 1800 viram o gin ganhar uma respeitabilidade nova. Com esta gentrificação, surgiram os "palácios do gin" e o Old Tom gin.

1805 - Fundação da destilaria de Seager

A destilaria de Deptford da Seager foi estabelecida em 1805, um ano mais lembrado pela a batalha de Trafalgar (21 de outubro de 1805), onde o almirante Lord Nelson derrotou as frotas combinadas das marinhas francesas e espanholas. O prédio que abrigou a Seager Distillery ainda está na estrada A2, em Deptford Bridge, mas agora é o Stay City Aparthotel.

1815 - Wellington ajudado pelo gin

Uma história das Guerras Napoleônicas (1800-1815) é frequentemente citada na história do gin. Em 1815, o Marechal Blücher estava marchando com seu exército prussiano para apoiar Wellington na Batalha de Waterloo, mas o progresso foi interrompido quando Blücher foi caiu violentamente de seu cavalo. Está registrado que ele foi revivido por um esfregar de gin e cebolas e então foi ajudar Wellington derrotar Napoleão.

1826 - Lançamento de Bokma Graanjenever

Bokma, marca holandesa de jenever foi criada pela família Bokma, em 1826, na capital da Frísia, Leeuwarden. "Bok" significa bode em holandês, daí o emblema no rótulo.

ency 14 image

1828 - O primeiro "gin palace"

A década de 1820 viu o estabelecimento das primeiras casas públicas licenciadas em Londres para vender cerveja. Elas rapidamente se multiplicaram e muitas ruas vangloriavam-se de um pub em cada esquina e vários entre eles. Esses primeiros pubs eram simplesmente casas convertidas (daí o termo "casa pública"), a maioria em um estado de deterioração, o que levou os magistrados a começar a exigir melhorias antes de emitir licenças.

Tornou-se um lugar comum os proprietários receberem dinheiro dos fabricantes de cerveja para renovar seus pubs, com a condição de que assinassem um contrato de fornecimento exclusivo com aquela cervejeira. Estas tornaram-se conhecidas como "casas amarradas"

Em 1825, o governo reduziu os impostos sobre destilados, gerando com um efeito dramático: em menos de um ano, a produção de destilados mais do que dobrou e atingiu níveis não vistos desde 1743. Os destiladores estavam indo bem e começaram a competir com o crescente número de pubs. Eles substituíram as tradicionais lojas de gin por estabelecimentos opulentos, que logo tornaram-se conhecidos como "Palácios de Gin". Iluminado por luzes de gás, eram decorados com mogno esculpido e polido, embelezado com latão, vidros gravados e espelhos.

Henry B. Fearon é considerado o pioneiro dos palácios de gin. Diz-se que ele abriu o primeiro perto de St. Andrew's Church, na 94 Holborn Hill, Londres, por volta de 1828, batizado com o nome de sua empresa de vinhos Thompson e Fearon. Obviamente, como um homem de visão, ele também foi um dos fundadores da Universidade de Londres.

Em seu "Sketches by Boz", Charles Dickens descreve um Gin Palace: "perfeitamente deslumbrante quando contrastado com a escuridão e sujeira da qual acabamos de sair ..."

John Buonarotti Papworth (1775-1847), um prolífico arquiteto vitoriano, projetou o Thompson e Fearon e muitos outros dos primeiros palácios de gin. Seu design foi baseado no estilo de lojas de luxo da época e influenciaria os pubs em todo o resto do século XIX. Este período também viu a abertura de finas lojas de departamento em Londres, como Harvey Nichols (1831), Harrods (1834) e Liberty (1875).

No final da década de 1840, havia mais de 5.000 palácios de gin apenas em Londres sozinho. Lembre-se que, naqueles dias, Kensington e Mayfair ainda eram aldeias ainda não engolidas pela cidade. Esses estabelecimentos vendiam muito mais do que gin e o nome de "palácio de gin" passou a ser aplicado também a esplêndidos pubs vitorianos, abertos por cervejeiros em vez de destiladores. Infelizmente, nenhum dos palácios originais de gin de Londres sobreviveu até hoje, mas os seguintes pubs são exemplos bem preservados da opulência vitoriana:

The Argyll Arms, 18 Argyll Street, W1F 7TP
King's Head, 84 Upper Tooting Road, SW17 7PB
Prince Alfred, 5a Formosa Street, W9 1EE
Princess Louise, Holborn, WC1V 7EP
Red Lion (built 1821), St. James's SW1Y 6JP
Red Lion, 48 Parliament Street, SW1 2NH
The Salisbury, 90 St. Martin's Lane, WC2N 4AP

Um dos melhores exemplos restantes de um palácio de gin vitoriano é o Crown Liquor Saloon, na Great Victoria Street, em Belfast, na Irlanda do Norte. Atualmente é de propriedade do National Trust e uma restauração completa foi terminada em 1982.

ency 89 image

Fundação da destilaria Rutte

Simon Rutte fundou a Rutte & Zn distillery e começou a produzir jenever quando se estabeleceu na cidade portuária holandesa de Dordrecht, por volta de 1830. Em 1872, mudou-se para o edifício que ainda abriga a destilaria Rutte e loja até hoje.

ency 12 image

1830 - Genever torna-se Jenever

Bols soletra genever com "g", pelo menos em seus produtos mais recentes well, enquanto a De Kuyper, Rutte e outros destiladores soletram jenever, com "j". Ambas grafias estão corretas. Antes de 1830, a maioria usava "g'"e desde então "j".

1830s - A verdadeira origem do nome old tom

Old Tom tornou-se conhecido um estilo de gin doce e fortemente botânico que foi esmagadoramente popular nos séculos XVIII e XIX. Antes da invenção da coluna, o gin ainda era mais picante, devido à limitada possibilidade de retificação (purificação) do destilado base em alambiques de cobre. Os congêneres de fermentação áspera no paladar sem dúvida presentes no gin, eram mascarados por aromatizantes (mais comumente limão ou anis) e/ou adoçado com ingredientes botânicos doces, como o alcaçuz. A adição de açúcar líquido veio mais tarde, quando este commodity, anteriormente caro, tornou-se mais acessível.

Old Tom provavelmente começou como um termo geral, mas tornou-se associado a um estilo doce e particular de gin. Uma história diz que um gato caiu em uma cuba de gin em uma destilaria sem nome, dando ao gin um sabor distinto. No entanto, é mais provável que a criação deste estilo seja de Thomas Chamberlain, um antigo misturador de gin.

Durante minha pesquisa, encontrei referências a um Thomas Norris, também conhecido como "Young Tom"(Jovem Tom), que foi um ex-aprendiz de Thomas Chamberlain, ou "Old Tom"(o Velho Tom), na destilaria de Hodges em Church Street, Lambeth. Parece que Young Tom deixou a destilaria para abrir um gin-palace na Great Russell Street, em Covent Garden, onde vendia tonéis de gin comprados de seus antigos empregadores. Ele rotulou os tonéis de acordo com seu sabor ou estilo. Um deles foi marcado como "Old Tom", pois aparentemente teria vindo do estoque de Thomas Chamberlain.

ency 46 image

Evidências mais convincentes ligam o termo "Old Tom" a Thomas Chamberlain e a Boord's of London. A empresa parece ser a primeira a engarrafar um gin com um rótulo ilustrado com um gato sentado em um barril, que passou a ser, de longe, a marca mais conhecida deste estilo adoçado de gin.

Em 1903, a Boord & Son entrou com uma ação contra a Huddart & Company, para defender sua marca registrada do gato segundo as leis de "passing-off". Apresentaram provas ao Juiz Swinfen Eady de que tinham introduzido o termo em 1849 e que a marca foi nomeada por causa do "velho Thomas Chamberlain da destilaria de Hodge". Eles apresentaram ainda um rótulo de garrafa com uma imagem do "Old Tom", o homem, e um outro rótulo com uma imagem de um marinheiro novo a bordo do navio nomeado "Young Tom".

Na década de 1830, era comum os destiladores de gin financiarem a abertura de palácios para a venda exclusiva de seu gin. Eu acho que Thomas Norris era um funcionário leal e confiável e a empresa o apoiou para abrir seu palácio de gin. Norris teria comprado vários estilos de gin de Boord, incluindo limão, não adoçado e adoçado. Não é de se duvidar que ele nomeara um estilo aperfeiçoado por Thomas "velho", seu ex-chefe, "Old Tom's Gin" e que o gato do capitão Dudley Bradstreet é pura coincidência [veja 1738 na parte 4 da História do Gin].

1829 - Licença concedida para uma destilaria em Chelsea

A origem do gin Beefeater estão na Chelsea Distillery, operada pela John Taylor & Son, que foi construída durante a década de 1820 e autorizada para produção em 1829. Em 1863, James Burrough pagou £400 para comprar a destilaria e rebatizar a emrpesa como "James Burrough, Distiller and Importer of Foreign Liqueurs". Burrough criou a marca Beefeater Gin apenas por volta de 1876.

1823 - Bols começa a exportar jenever para os EUA

Em 1823, Gabriël Theodorus van't Wout (um financista de Roterdã que havia adquirido a Bols Company cinco anos antes) exportou o primeiro carregamento de licores e jenevers para os Estados Unidos. Ele era um homem de negócios astuto e também tornou-se um destilador realizado. Felizmente, seu perfil de contador o levou a fazer anotações detalhadas e em 1830 embarcou em um empreendimento de sete anos para compilar quatro volumes intitulados Distillateurs- en Liqueurbereiders Handboek porta een oude patroon van 't Lootsje (Anotações sore Distiladores e Fabricantes de Licor por um antigo cliente do The Little Shed). Os livros lindamente escritos detalham receitas, a origem e especificações para botânicos e métodos de produção. Um dos 4 volumes pode ser visto na House of Bols em Amsterdam, uma visita interativa altamente recomendada, que termina com um drink no Mirror Bar.

ency 99 image

1830 - Fundação da Tanqueray

A família Tanqueray era originalmente de ourives que deixaram a França para a Inglaterra no início do século XVIII. Três Tanquerays tornaram-se sucessivamente reitores em Bedfordshire. Em 1830, Charles Tanqueray, então com vinte anos, quebrou o padrão: em vez de se tornar um clérigo, ele estabeleceu sua Destilaria Bloomsbury em Finsbury, em Londres, então reconhecida por sua água de spa.

Tanqueray é destilado pelo tradicional processo "one-shot", em um alambique de cobre ainda apelidado de "Old Tom". O alambique Número 4 mudou de localização inúmeras vezes em sua longa carreira e ainda é usado. Na verdade, como a maioria dos outros London Dry gins, Tanqueray não é mais feito em Londres, nem mesmo mais na Inglaterra. A destilaria em Laindon, Essex, fechou em 1998 e o local é agora uma propriedade comercial chamada Juniper Park. A produção e o Old Tom foram realocados para a Cameronbridge Distillery em Fife, Escócia.

Continue lendo

História do gin parte 6: O surgimento e o domínio do London Dry Gin (1831-1953)

Estilos de gin e definições legais
Botânicos do gin explicados
Como é feito o gin?

História do Gin - linha do tempo em 8 partes

História do gin parte 1: Origens e popularização da destilação (Século XII-meados do século XVI).
História do gin parte 2: O primeiro estilo de gin (1572-início do século XVII).
História do gin parte 3: O gin invade a Inglaterra (1638-1726).
História do gin parte 4: Gin Craze em Londres (1728-1794).
História do gin parte 5: Gentrificação do gin e Old Tom (1800-1830).
História do gin parte 6: O surgimento e o domínio do London Dry Gin (1831-1953)/a>.
História do gin parte 7: A morte do gin e sua salvação (1955-1997).
História do gin parte 8: A nova era do gin e os gins da nova era (2000-até hoje).

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 66013d6