História do gin parte 8 (2000-até hoje): a nova era do gin e os gins da nova era.

  • História do gin parte 8 (2000-até hoje): a nova era do gin e os gins da nova era. image 1

Escrito por:

Nossos computadores sobreviveram ao bug do milênio e, apesar das previsões, havia suficiente champanhe para todos brindarem o novo século. Enquanto 12 anos antes, o lançamento de Bombay Sapphire marcou o ponto de virada do gin, 2000 pareceu dar início à produção de uma infinidade de novas marcas, incluindo Tanqueray No. Ten, Martin's Miller Reformed, Hendrick's e 209 Gin.

É estranho como a ascensão e queda do gin parecem coincidir com a do coquetel. Ambos estão firmemente de volta e, desta vez, parece que vieram para ficar.

2006 - New Western dry gins & Ver-gins

Em 2006, Ryan Magarian, conhecido bartender e consultor sediado em Portland, Oregon, EUA, trabalhou com os fundadores de uma destilaria local, a House Spirits, para produzir um novo gin chamado Aviation. Este era um de diversos gins novos com níveis relativamente baixos de zimbro. Alguns destes "gins do novo milênio" levam tão pouco zimbro que pode se argumentar que o zimbro não é seu sabor dominante, como é exigido pela União Europeia, Estados Unidos, Canadá, Austrália e outros países para que um produto seja rotulado como um gin. Comparado com outros "ver-gins"(verge to be a gin ou seja, no limite de ser um gin ou não), o Aviation é comparativamente rico em zimbro, mas ele se destaca mais por Ryan defender seu produto como sendo leve em zimbro e por isso inventou um novo termo para definir o estilo do seu gin e dos similares: "New Western" gins.

ency 52 image

Para citar uma declaração de Ryan, em 2009: "esta designação parece ter evoluído ao longo dos últimos nove anos, como resultado dos esforços de ambas as grandes casas de marca e destiladores regionais na Europa e nos Estados Unidos. Ao se dar uma boa olhada na definição atual, bem ampla, de dry gin, estes destiladores perceberam uma maior oportunidade para uma tomar "liberdade artística" no sabor deste grande destilado e estão criando gins além do foco abundante em zimbro e com botânicos apenas de coadjuvantes, permitindo os últimos a quase que compartilhar o centro palco. E, enquanto o zimbro deve permanecer dominante em todos os dry gins, estes novos não são certamente definidos pelo próprio zimbro, mas pela cuidadosa inclusão e equilíbrio dos sabores de apoio, criando, o que muitos especialistas acreditam ser, uma designação inteiramente nova de dry gin que merece reconhecimento individual".

O ponto-chave feito por Ryan acima é "o zimbro deve permanecer dominante em todos os dry gins", e eu acredito que este é o caso com o Aviation. No entanto, esta é uma questão de percepção e gosto, por isso é subjetiva. Infelizmente, há alguns destilados botânicos rotulados "gin" que eu pessoalmente não considero como tal, pois eu não consigo identificar o zimbro como seu sabor dominante. Eu os que classifico como "ver-gins" ou "quase gins" e entre eles estão Brockmans (lançado em 2010) e Hoxton Gin (lançado em abril de 2011). Felizmente não há uma polícia para controlar gin, mas eu imploro para os produtores e consumidores que respeitem a categoria gin e comprem com discernimento.

2008 - Renascimento do Old Tom

Na primeira década deste século vimos cada vez mais bartenders debruçando-se sobre antigos livros de coquetel por longas horas, em busca de receitas perdidas. Isso fez com que eles descobrissem muitos coquetéis com há muito falecido "Old Tom" gin. Não demorou, claro, para vários destiladores lançarem suas interpretações de um Old Tom gin. Vale mencionar o Hayman's Old Tom Gin com adição de açúcar e o Jensen's London distilled Old Tom Gin "adoçado" com botânicos em vez de açúcar.

2008 - Novas definições de gin pela EU

Em 20/02/2008, foi aprovada como Lei uma nova definição de gin pela União Européia reconhecendo e legislando sobre quais produtos podem ser denominados "gin" como parte da revisão da EU Spirit Drink Regulations. Estas regras incluem três definições distintas de gin: Gin, Gin Destilled Gin e London Gin. Sua introdução levou a algumas marcas de gin serem forçadas a mudar seu rótulo, entre elas a Martin Miller's, que teve de abandonar o uso do termo "London dry gin" por causa de adição de aromatizantes após a destilação.

ency 45 image

The Sipsmiths: Fairfax Hall, Sam Galsworthy e Jared Brown

2008-2010 - Destiladores artesanais de gin

Duas leis inglesas muito antigas se interpunham no caminho de um renascimento da destilação artesanal na Inglaterra, que já seguia em curso nos Estados Unidos. Uma lei, que datava do século XIX, afirmava que os cervejeiros também não podiam ser destiladores no mesmo local. Uma segunda afirmava que o tamanho mínimo para uma panela de destilação não deveria ser inferior a 18 hectolitros.

Há provavelmente alguma verdade na suspeita de que a lei sobre o tamanho tenha sido projetada impedir a concorrência de novos destiladores artesanais, uma competição indesejada pelas grandes empresas.

Mas 2 destiladores pioneiros desafiaram a lei dos 18 hectolitros: William Chase montou sua Chase Distillery em sua fazenda em Herefordshire farm em 2008. Já Sam Galsworthy e Fairfax Hall, criaram a Sipsmith's Distillery em uma rua residencial em Hammersmith, Londres, em 2009. O primeiro alambique de cobre da Sipsmith tinha apenas capacidade para 300 litros.

ency 60 image

Adnams Distillery

A outra antiga lei que impedia os cervejeiros de destilar também não tinha sido contestada porque, anteriormente, nenhum destilador moderno parecia ter vendido cerveja e, inversamente, parece que nenhum outro cervejeiro queria apaixonadamente ser também um destilador. Isso até Jonathan Adnams, presidente da cervejaria de Suffolk Adnams, decidiu que queria também ser um destilador.

Em janeiro de 2010, Adnams solicitou à HM Customs & Excise uma licença de destilação e para sua alegria ela foi concedida em 03 de abril do mesmo ano. Em setembro, eles já tinham instalado alambiques alemães e a primeira vodka foi destilada às 4:00 da tarde de 14 de outubro.

ATUALMENTE - A segunda gin craze

O mundo vem redescobrindo/descobrindo o gin. O G&T, por tanto tempo o mais popular destilado e mixer servido em pubs britânicos, é agora uma das bebidas mais vendidas do mundo, com bares ao redor do mundo não só oferecendo uma gama desconcertante de gins, mas uma ampla escolha de águas tônicas e decoração. Pedir um simples G & T agora é mais complicado do que um café no Starbucks.

Espero que o renascimento do gin continue por muito tempo, mas por favor, podemos respeitar o que deve ser um gin? Ou seja, um destilado com sabor predominante de zimbro. Estou ansioso para mais pessoas produzindo destilados com outros sabores botânicos dominantes. No entanto, esses destilados botânicos precisam ser chamados de algo diferente do gin. Ver-gins talvez?

Continue lendo

Estilos de gin e definições legais
Botânicos do gin explicados
Como é feito o gin?

História do Gin - linha do tempo em 8 partes

História do gin parte 1: Origens e popularização da destilação (Século XII-meados do século XVI).
História do gin parte 2: O primeiro estilo de gin (1572-início do século XVII).
História do gin parte 3: O gin invade a Inglaterra (1638-1726).
História do gin parte 4: Gin Craze em Londres (1728-1794).
História do gin parte 5: Gentrificação do gin e Old Tom (1800-1830).
História do gin parte 6: O surgimento e o domínio do London Dry Gin (1831-1953).
História do gin parte 7: A morte do gin e sua salvação (1955-1997).
História do gin parte 8: A nova era do gin e os gins da nova era (2000-até hoje).

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 4a82e9f