White Lady

Escrito por:

Batido e servido "straight-up" em um copo coupette, o coquetel White Lady é feito com gin, triple sec e suco de limão siciliano. Muitos (incluindo eu) também adicionam clara de ovo e xarope de açúcar. É decorado com um twist de casca de limão siciliano.

Embora os méritos da adição de clara de ovo e açúcar possam ser debatidos por alguns, gin, triple e trio de limão são irrepreensíveis - embora existam variações sutis quanto às suas proporções. No entanto, quando Harry MacElhone, de Dundee, Escócia, em 1919 criou seu White Lady, enquanto trabalhava no Ciro's Club de Londres, o drink consistia de partes iguais de triple sec, crème de menthe branco e suco de limão siciliano. Ele criou a versão que conhecemos hoje em 1929, já no seu próprio Harry's New York Bar em Paris, França.

O American Bar do Savoy Hotel, em Londres, argumenta que o White Lady foi na verdade criado por Harry Craddock e uma receita do drink apareceu na edição de 1930 de seu The Savoy Cocktail Book. Dizem que a esposa de F. Scott Fitzgerald, Zelda, estava bebendo no Savoy e Craddock deu o nome ao drink por causa de seus cabelos loiros platinados, quase brancos.

ency 35 image

A minha receita preferida de White Lady, assim como muitas outras, leva:
1½ shots London dry gin
¾ shot licor Triple sec
¾ shot suco fresco de limão siciliano
No entanto, a doçura no Triple Sec falha ao tentar equilibrar a acidez cítrica do limão (muitos licores triple sec tornaram-se mais seco pós 2000), por isso é desejável adicionar um traço ou mesmo respingo de xarope de açúcar. Se ou quanto você adicionar, é uma questão de gosto pessoal, mas eu prefiro 1/3 shot (10ml) de xarope de açúcar 2:1.

Clara de ovo

As primeiras receitas, incluindo a do próprio MacElhone em Harry's ABC of Mixing Cocktails e a de Harry Craddock no The Savoy Cocktail Book, edição 1930, não mencionam o uso de clara de ovo. Apesar dos japoneses apreciarem o peixe cru, a tendência de adicionar ovo cru em coquetéis sour não pegou no Japão, bartenders japoneses modernos, como Hidetsugo Ueno San, são veementemente contra a clara de ovo em qualquer coquetel.

Eu acredito que a omissão japonesa é mais um julgamento cultural do que de gosto e clara de ovo definitivamente arredonda um White Lady. Além de torná-lo branco. Sob a espuma branca macia e atrativa, produzida por bolhas de ar na clara, encontra-se uma bebida amarelada que mal faz jus ao nome. Aqueles contra o uso de clara de ovo afirmam que a bebida não é nomeada por causa da cor, mas devido às numerosas senhoras brancas fantasmagóricas da mitologia. Talvez, mas o amarelo sujo não é tão visualmente atraente como uma cabeça branca e fofa.

Dry shake

É comum bartenders primeiro bater bebidas na coqueteleira com ovo sem gelo, para, em seguida, adicionar gelo e bater uma segunda vez, antes de coar para o copo. Esta prática é conhecida como "dry shake" e a teoria é que bater primeiro sem gelo, consequentemente em uma temperatura mais elevada, permite que a bebida emulsione melhor. No entanto, parece que funciona melhor se você primeiro bater com gelo e então coar de volta para a coqueteleira, removendo o gelo, daí fazer o "dry shake" antes de coar e servir. Eu testei ambos os métodos e posso testemunhar que dry shake por último produz uma espuma mais espessa e mais duradoura.

  • White Lady image 1
×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d