Ann Tuennerman

profile image

Primeiro nome:
Ann

Sobrenome:
Tuennerman

Natural de:
New Orleans

Em:
Nova Orleans

Ann é a empreendedora, inspiradora e fundadora do Tales of the Cocktail. Criado em 2002, este é O evento da indústria de bebidas do mundo todo. Atraindo dezenas de milhares de especialistas e entusiastas de coquetéis de mais de 35 países, oferece oportunidades inigualáveis ​​de educação e networking. A cidade natal de Ann, Nova Orleans, é uma anfitriã fabulosa e acolhedora, apaixonada por apoiar e compartilhar sua herança de coquetéis, rica em contos e histórias.

Eu comecei na indústria de bebidas há mais de 15 anos. Quando saí da Universidade, trabalhei para a TV e as estações de rádio e sugeri a um de meus patrões em uma estação de televisão a idéia de buscar anunciantes na indústria de destilados. Na época, havia um "acordo de cavalheiros" de que não haveria publicidade de destilados na televisão. No entanto, em Nova Orleans nós já tínhamos companhias de cerveja anunciando e assim pensei que poderíamos criar uma nova fonte de receita. Meu chefe concordou "desde que não apareçam quaisquer queixas". Isso começou meu relacionamento com empresas de bebidas.

O precursor do Tales of the Cocktail foi um passeio a pé em Nova Orleans que eu criei e na verdade ainda existe hoje. Eu queria celebrar a herança de comida e drinks de Nova Orleans, dizer às pessoas as histórias por trás de todos os famosos bares e restaurantes. Então eu comecei a turnê e, por causa da minha formação em marketing e promoções, eu estava sempre fazendo pequenas promoções para criar um senso de urgência para levar as pessoas a participar. Então, para assinalar o primeiro aniversário da caminhada, eu criei Tales of the Cocktail. Tudo começou muito pequeno, nós literalmente tivemos uma conferência de imprensa uma tarde em que homenageamos bares e restaurantes históricos, fizemos tivemos dois eventos, um happy hour e 10 jantares com bebidas.

O que o tornou bem-sucedido é que ele começou desse jeito. Após o primeiro ano, tivemos 50 pessoas lá. E de alguma forma eu consegui persuadir pessoas como Dale DeGroff, Anastasia Miller e Jared Brown, bem como pessoas que eu nem sabia bem quem eram, para vir ao primeiro Tales. Eles gostaram. Eles disseram: "ei, isso é ótimo, você realmente deveria fazer isso de novo". E assim evoluiu.

Tales tem sido bem sucedido por diversas razões. Ouvimos nossos participantes. Temos mesas redondas, pesquisamos pessoas e realmente descobrimos o que eles querem. Isso significa que o evento está sempre evoluindo e melhorando. A longevidade da equipe também é um fator importante. Três da minha equipe estão comigo há anos. Eles são como família para os participantes.
Além disso, somos sem fins lucrativos e damos de volta para a comunidade da coquetelaria. Nós sempre tentamos criar valor no evento. E entregar o que prometemos. Passamos muito tempo com bartenders e conversando com profissionais, descobrindo o que eles querem. É um evento da indústria, nós apenas o organizamos. Nós os deixamos as pessoas fazerem a curadoria.

Não é fácil ser pioneiro. Você pode ver algo em sua mente que outras pessoas ainda não vêem, mas se você consegue empolgá-las com isso, elas vão seguir seu exemplo. Eu sempre imaginei o evento crescendo e evoluindo, mas mantendo sempre a mesma missão. Somos um evento educacional da indústria sem fins lucrativos. Eu nunca poderia ter imaginado o impacto que tivemos sobre as pessoas, mas, desde o começo, eu sentia que seria sustentável.

No Tales, venha esperando aprender. Será uma experiência agradável, educacional e motivadora. Nova Orleans é uma grande anfitriã e vamos recebê-lo muito bem. Mergulhe de cabeça e você vai sair extremamente inspirado.

Sempre tive espírito empreendedor e sempre trabalhei criativamente. Não me imagino trabalhando para outra pessoa e tenho a sorte de estar cercada de pessoas que abraçam criatividade.

Não sou muito boa em relaxar, sempre estou envolvida em alguma coisa. Mas vou velejar com meu marido e alguns amigos em breve e estou ansiosa para isso. Há algum tempo também comecei a mergulhar. Eu gosto disso porque você não pode ter um telefone ou um laptop com você e gosto da paz que isso traz.

Meu coquetel favorito? Meu favorito sentimental é o Sazerac. Nós quem forçamos para o Sazerac transformar-se no coquetel oficial da cidade de Nova Orleans em 2008. É a história de Nova Orleans em um copo, ele está aí desde 1870, mais ou menos, e não mudou muito desde então.

Tenho muitos momentos a me orgulhar na carreira. Um deles foi definitivamente voltar depois do Katrina. Só de estar aqui e as pessoas aparecendo e nos apoiando...isso dá muito orgulho, porque eu sabia então que nós sobreviveríamos. Nós realizamos o Tales 10 dias antes do Katrina, depois passei 3 meses em Nova York e voltei a Nova Orleans no ano novo de 2006. Naquele ano, antecipamos o evento em um mês, para não coincidir com o aniversário do Katrina. Havia um monte de emoções pessoais e profissionais acontecendo ao mesmo tempo. Não ia ser fácil, mas eu sabia que poderíamos seguir em frente. Como nativa de Nova Orleans que sou, nós ainda estávamos de pé, o evento ainda estava de pé e isso é o que importava.
Meu único conselho é seja gentil e seja autêntico. As pessoas irão apreciar e responder positivamente a isso.

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 52a3a8e