Ada Coleman

Escrito por: Theodora Sutcliffe

Ada "Coley" Coleman, descrta pelo Daily Express como "most famous barmaid", foi, pelo que se sabe, a mais conhecida mulher bartender de sua época.

Pelo menos 5 jornais noticiaram sua aposentadoria do seu cargo de head bartender no American Bar, do Savoy, uma posição que, por um curto período, parece ter coincidido com Harry Craddock.

Ada é reverenciada até hoje no Savoy. Eric Lorincz, o atual head bartender do American Bar, diz: "Ada foi a primeira e única mulher a ser head bartender no American Bar desde a abertura. Ela é um ícone, uma lenda."

"Coley" começou a trabalhar como bartenders após a morte de seu pai, que era mordomo no Rupert D'Oyly Carte's golf club. O próprio D'Oyly Carte gentilmente ofereceu a ela um emprego em um dos seus hotéis, no bar do Claridge's, onde ela começou em 1899, com aproximadamente 24 anos de idade.

Ela fez seu primeiro coquetel lá, um Manhattan, sob a orientação de um homem chamado Fisher, que era o mordomo de vinho. Seu talento e presença levaram-na a se mudar para o American Bar do Savoy como Head Bartender, depois que Frank Wells se aposentou, em 1903. Ela permaneceria lá até o início de 1926.

Ada, uma fã de celebridades e teatro em geral, fez coquetéis para algumas das pessoas mais famosas do mundo: Mark Twain, o Príncipe de Gales, o Príncipe Wilhelm da Suécia e o americano milionário "Diamante" Jim Brady.

Em casa, ela organizava regularmente festas para pessoas de teatro, cheias de cantos, danças, música e risos. (A família D'Oyly Carte, a quem ela permaneceu próxima até sua morte, não só dirigiu hotéis, mas também uma companhia de teatro musical).

Mas foi a personalidade de Ada que a tornou popular entre os convidados. Recebeu presentes de todo o mundo. Lucas D'Oyly Carte deixou-lhe a soma então substancial de 100 libras em seu testamento; o conde de Lonsdale, impressionado por sua performance em uma festa de caridade em junho de 1913, apresentou-a à princesa Alexandra.

O seu coquetel mais famoso e o único atribuido a ela por Harry Craddock em seu Savoy Cocktail Book é o Hanky Panky. Ela criou para um ator cômico chamado Charles Hawtrey, quando ele pediu algo "com pegada forte", porque ele estava sobrecarregado.

Diz Lorincz: "Ainda servimos o drink, em duas versões: uma delas é a maneira de Coley, com gin, vermute doce e alguns traços de Fernet Branca, mas nós preferimos mexido e não batido, como o de Ada. A segunda é uma mistura de quatro gins diferentes, quatro vermutes doces e dois bitters, colocados juntos para envelhecer em barricas americanas novas de carvalho. "

Ada era uma alma genuinamente alegre, iluminada e bondosa. Rupert D'Oyly Carte escreveu-lhe que "o meu irmão sempre ficou muito contente e grato pela sua simpatia e interesse". O conde de Lonsdale, de modo semelhante, escreveu que "a bondade e energia exibida por Miss Coleman era maravilhosa e ela era tão agradável, bondosa, cheia de vida e energia".

Coley viveu até os 91 e morreu em 1966.

Primeiro nome:
Ada

Sobrenome:
Coleman

Falecimento:
1966

Em:
The Savoy hotel, Londres.

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d