Hunter S. Thompson

Primeiro nome:
Hunter S.

Sobrenome:
Thompson

Falecimento:

Natural de:
Louisville, Kentucky

Em:
Nova York

Escrito por: Theodora Sutcliffe

Quem foi Hunter S. Thompson?
Jornalista Gonzo, escritor, evangelista de drogas pesadas, repórter esportivo, lenda literária, monstro, amigo das estrelas e, por incrível que parece, um coronel do Kentucky. Thompson viveu intensamente, para dizer o mínimo, e uma vez afirmou que "A vida não deve ser uma viagem à sepultura com a intenção de chegar com segurança, em um corpo bonito e bem preservado, mas sim para deslizar de lado em uma nuvem de fumaça, completamente exausto, totalmente desgastado e gritando "Uau, que viagem!"

Onde bebia?
Quando Thompson morava em Nova York, ele era cliente da McSorley's ale house. Seu local preferido no Colorado, logo abaixo da colina de Owl Farm, a casa onde vivia com sua coleção de armas, seus pavões, um excêntrico grupo de amigos e, no final, sua segunda esposa, era o Woody Creek Tavern. Em Londres, gostava de ficar no Savoy e deixou uma conta de bar impressionante lá. Em certa ocasião, ele roubou o gravador de um jornalista no Raymond's Revue Bar. Nativo de Louisville, Kentucky, ele fez várias aparições memoráveis ​​no Pendennis Club.

O que ele bebia?
Margaritas on the rocks, champagne na banheira. Chartreuse no final do dia, cervejas. Mas o combustível principal era uísque. Originalmente, ele bebia Wild Turkey. "Çomo uma espécie de sacramento - quero dizer, constantemente - porque eu acho que por quinze anos... eu insisti nisso e o bebi constantemente e gostei." Depois de uma pausa de seis meses, ele voltou para o Wild Turkey e disse que era "como beber gasolina". Mudou para Chivas Regal, o scotch com que começava seu dia ao acordar em torno de 3 da tarde, em seu copo alto, que era reabastecido com gelo e bebida todo o dia.

Parceiros famosos de bebida?
Apenas alguns...Benicio del Toro, Bill Murray, Sean Penn, John Cusack, Jack Nicholson, Gary Busey, os escritores Tom Wolfe e William F. Buckley, o senador John Kerry, o cantor Lyle Lovett. O ilustrador Ralph Steadman foi um colaborador de longo prazo e ilustrou seu trabalho. Johnny Depp financiou seu funeral espetacular e batizou uma praia em sua ilha privada com o nome dele. Lá, a mobília tem o rosto de Hunter estampado. A cervejaria George Stranahan's Flying Dog tem uma cerveja em sua homenagem, a Gonzo Imperial Porter.

Como a bebida mudou sua vida?
A bebida era, em geral, um acompanhamento para os outros intoxicantes preferidos de Thompson, que ele levava consigo em uma bolsa esvoaçante. "Sem isso", ele disse uma vez, "eu teria o cérebro de um contador de segunda classe." As drogas e, em menor grau, o álcool moldaram sua vida e sua lenda de maneira extraordinária. Eles são o foco do obrigatório e clássico Gonzo "Fear and Loathing in Las Vegas". O consumo de exacerbado de Thompson fez dele um ícone para aspirantes a escritores, uma lenda literária e, sem dúvida, contribuiu para seu suicídio.

Alguma boa história com bebida?
Hunter tinha uma coleção de armas, da qual tinha muito orgulho, e às vezes atirava em jornalistas visitantes para se divertir. Imprevisível, ele causou uma vez a carnificina em uma faculdade, chamando os estudantes que assistiam à sua leitura de "beer-hippiers, thumbfuckers e loadies". Enquanto cobria a luta "Rumble in the Jungle",em Kinshasa, no Zaire, Thompson pegou um carro de hotel, dirigiu-o pela contra mão na única via de mão dupla da cidade e então, percebendo seu erro, passou direto através pelo canteiro central e seguiu para o estádio. Certa vez, ele colocou corações de alces na porta de seus vizinhos, enquanto dava tiros e tocava uma fita com som de animais sendo abatidos.

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 2c8d078