Destilaria Nolet

Destilaria Nolet image 1

More about Destilaria Nolet

Status Operacional
Fundação: 1691
Política de visitas: Visitas apenas sob consulta
Tel: +31 10 246 2929
website: http://www.noletdistillery.com/nl/leeftijdcheck

Endereço

14 Hoofdstraat
P/O Box 38
Schiedam
3100 AA
Netherlands

Quando Joannes Nolet estabeleceu sua modesta destilaria em 1691, ele não poderia ter sonhado que sua família ainda estaria destilando na cidade 325 anos depois. E muito menos que eles iriam expandir sob o canal no qual sua destilaria do século XIX ficava, para construir um vasta centro de distribuição do outro lado, a fim de lidar com os 2,5 milhões de caixas de vodka Ketel One que vendem todos os anos.

As onze gerações da dinastia Nolet de destiladores

1ª: Joannes Nolet 1638-1702
Joannes começou a destilar quando a era medieval estava terminando, na esteira de uma revolução na ciência, filosofia, política e sociedade.

2ª: Jacobus Nolet 1682-1743
Jacobus expandiu cautelosamente a destilaria estabelecida por seu pai e garantiu um fornecimento confiável de malte, adquirindo uma participação em um moinho de vento local.

3ª: Joannes Nolet 1712-1772
Joannes exportou o genever de sua família pela primeira vez. Compartilhando seu sucesso, os Nolets apóiam instituições de caridade locais e são respeitados cidadãos de Schiedam. Durante este período, a própria cidade passou por muitas mudanças, tornando-se o centro da indústria de destilação da Holanda. Os Nolets se tornam membros ilustres do Distiller Guild (Liga dos Destiladores).

4ª: Joannes Nolet 1747-1835
Outro Joannes, representando a quarta geração, expandiu a destilaria ao lado da nova Bolsa de Grãos da cidade. Joannes tornou-se o prefeito Schiedam numa época em que era a capital mundial dos destilados, com alguns de seus moinhos de vento, os mais altos do mundo, parcialmente financiados pelos Nolets.

5ª: Jacobus Nolet 1773-1811
Com grande admiração pelos fundadores da Revolução Americana, o irmão de Joannes, Jacobus, tornou-se conhecido de John Adams, que mais tarde se tornou o segundo presidente dos Estados Unidos. Isso marca o início de uma conexão transatlântica, que ajudou a moldar a empresa.

6ª: Joannes Nolet 1801-1861
Por volta de 1880, Schiedam tinha 400 destiladores e outro Joannes mudou a destilaria de sua família para sua localização atual, em Hoofdstraat. A distribuição foi ajudada pelas novas ferrovias e canais que se espalharam pela Europa na época, enquanto os barcos a vapor começaram a navegar a partir dos estaleiros próximos de Roterdã. Enquanto milhões de europeus buscavam uma nova vida nos Estados Unidos, a invenção do telégrafo abriu as comunicações.

7ª: Jacobus Nolet 1836-1906
Jacobus instalou o alambique de cobre alimentado a carvão, batizado de "Distilleerketel # 1", usado para fazer vodka Ketel One até hoje e do qual a marca leva o nome. Ele também comprou energia a vapor para a destilaria e adotou destiladores de coluna, passando a usar álcool mais puro em seu produto, assim como o tradicional vinho de malte. Jacobus desenvolveu grande interesse por navegacão.

8ª: Joannes Nolet 1867-1934
Foi o filho de Jacobus, Joannes, quem criou raízes nos Estados Unidos, ao viajar para Baltimore antes do final do século XIX. Apaixonando-se pela América, ele supervisionou pessoalmente a construção e o gerenciamento da destilaria Nolet de Baltimore, inaugurada em 1902.

A nova operação americana da família prosperou até 1920, quando o sucesso foi interrompido abruptamente pela Lei Seca. Enquanto alguns destiladores mudaram-se para o Canadá e permitiram que seus produtos fossem enviados ilegalmente através da fronteira, Joannes não queria comprometer a reputação dos negócios de sua família e então desistiu com relutância do mercado americano.

9ª: Paulus Nolet 1915-2001
O crescimento do London Dry Gin continuou a desafiar os destiladores Schiedam, mas não tão severamente quanto a Segunda Guerra Mundial. As tropas ocupantes apreenderam estoques e a produção foi severamente restringida pela escassez de mão-de-obra e matérias-primas. Em 1945, apenas 38 destilarias de Schiedam continuavam em atividade, entre elas a Nolet Distillery.

producers 34 image

Carolus Nolet, Sr.

10ª: Carolus Nolet Sr. 1941
Carolus assumiu a administração dos negócios da família em 1979. Um dos muitos funcionários de longa data na destilaria me contou que Carolus e o pai simplesmente trocaram as mesas no fim de semana. "Quando chegamos para trabalhar na segunda-feira, tivemos um novo chefe."

Até esse momento, a Destilaria Nolet havia produzido predominantemente genever, a maior parte vendida na Holanda, onde era de longe o mais vendido. No entanto, Carolus assumiu durante o início de uma guerra de preços, onde vários dos maiores produtores tentavam espremer seus rivais menores. Em vez de entrar nessa guerra, Carolus lançou um novo genever premium, com preço muito mais alto. Apoiado por varejistas cujas margens também haviam sido espremidas na guerra de preços, o novo genever Ketel 1, batizado com o nome do mais antigo alambique, Distilleerketel # 1, foi fortalecido.

Como você já deve ter percebido, a família Nolet há muito tempo gostava da América e, como seus antecessores, Carolus costumava passar tempo lá. Desde a década de 60, as vendas de vodka na América subiram e, em 1975, as vendas de vodka nos EUA haviam superado as vendas de bourbon.

O início dos anos 80, ficou marcado pelo lançamento da vodka sueca Absolut que, graças à sua publicidade icônica, transformou o mercado de vodka. Como um destilador, Carolus não pôde deixar de notar o impacto que vodkas, como Absolut e Stolichnaya, estavam tendo nos Estados Unidos e o número de pessoas que estavam as preferindo em seus Martinis. Quando ele experimentou essas vodkas, ficou convencido de que poderia fazer algo melhor - uma “vodka suave e sedosa”, sem notas picantes. Então, partiu para fazer um produto particularmente adequado para ser bebido em um Vodka Martini.

Ele foi inspirado por receitas encontradas no 17º diário de Joannes Nolet, que são todas baseadas em destilados de pequeno lote. Esses e os diários subsequentes, que foram passado de geração a geração, convenceram Carolus de que a destilação de alambique deveria desempenhar um papel crucial na criação da receita e do processo de produção da nova vodka.

Carolus usou o antigo alambique de cobre a carvão, "Distilleerketel # 1", que também tinha sido a inspiração para seu genever premium, para fazer uma vodka de alambique. No entanto, esse tipo de destilação produz vodkas de sabor muito pesado, que não era o que ele estava procurando. Carolus então misturou o produto com outro feito por destilação em coluna. Depois de muita experimentação, Carolus aperfeiçoou os métodos e a mistura usada para fazer a Ketel One Vodka. Uma vodka com a "limpeza" da coluna e a sofisticação do alambique

Tive o privilégio de experimentar os dois destilados, um ao lado do outro antes de misturar e, embora ambos fizessem uma vodka fabulosa por si só, essa degustação revela que a soma é maior que as partes. Aparentemente, eu sou o único "estranho" a ter experimentado essa degustação comparativa.

Os Nolets lançaram sua nova vodka nos Estados Unidos em 1983 - 13 anos antes da Belvedere Vodka e 14 anos antes do lançamento da Grey Goose. Carolus foi e é um destilador visionário. Mas como dizem, por trás de todo grande homem há uma grande mulherer: neste caso, sua esposa Corry. O casal concordou que ela assumiria a responsabilidade pela casa e os dois filhos - Carl Jr. e Bob - permitindo que Carolus passasse o tempo necessário viajando e supervisionando a produção na destilaria.

Chegamos à 11ª geração.

producers 10 image

Carl, Carolus e Bob Nolet

11ª: Os irmão Bob e Carl Nolet
Carl Jr. e Bob cresceram brincando na destilaria da família. Algumas de suas memórias mais antigas incluem o calor do fogo que alimenta o "Distilleerketel #1" e jogar futebol no depósito. Os meninos foram criados para continuar a dinastia de destiladores da família e depois de terminarem a escola, ambos juntaram-se aos negócios.

Convencido pelo potencial de sucesso da vodka Ketel One, Carl Jr, o filho mais velho, mudou-se para os Estados Unidos para cuidar pessoalmente de suas vendas e marketing. A família tomou a decisão de lançar Ketel One sem qualquer publicidade, apenas com boca a boca. Carl Jr. e seu irmão Bob literalmente foram de bar em bar com uma garrafa de Ketel One e uma fita de vídeo explicando a donos de bares e gerentes sobre sua vodka e o processo de produção.

Os irmãos insistiram que os atacadistas locais não poderiam fornecer um bar com Ketel One até que um deles tivesse visitado o estabelecimento para educar a equipe. Somente assim, eles pessoalmente aprovariam a abertura de uma nova conta. Eles queriam garantir que os bartenders e a equipe de garçons realmente soubessem e entendessem Ketel One. Eles também limitaram cada pedido a apenas três garrafas de cada vez - nenhuma venda de caixas. Isso significava que os bares precisavam fazer novos pedidos pelo menos uma vez por semana, dando a impressão de que estavam vendendo como loucos. Os Nolets não queriam caixas de sua vodka empilhada em depósitos.

Foi uma abordagem pouco convencional ao marketing de bebidas, mas provou ser um grande sucesso e a Ketel One rapidamente se estabeleceu como uma das marcas líderes no mercado de vodka super premium dos EUA.

Meu primeiro contato com a família Nolet foi em 1997, quando Bob me ligou. Eu tinha recentemente começado minha carreira em escrever e publicar revistas sobre bebidas. Mas ainda estava envolvido com a agência que viria a se tornar a InSpirit Brands, onde seu proprietário, John Coe, que também era meu parceiro de negócios na editora (a mesma empresa que publica este site). John se deparou com Ketel One nos Estados Unidos e tanto ele quanto eu consideramos não apenas uma ótima vodka, mas também bem embalada e apresentada. Ela não era ainda conhecida no Reino Unido e John queria ser seu importador.

Isso foi antes da explosão da internet: como era uma vodka holandesa, liguei para o departamento de comércio da embaixada holandesa em Londres e disse que estávamos interessados ​​em importar Ketel One e se poderiam me colocar em contato com seus fabricantes. Foi semanas depois, quando do nada, em uma manhã Bob me ligou.

Naquela primeira conversa telefônica, senti o clima amigável e a sensação de calma que os membros da família Nolet parecem exalar. Sempre elegantemente apresentado em um terno afiado, completo com alfinete de lapela de marca, Bob, seu irmão Carl e o pai Carolus têm um ar quase presidencial sobre eles. Mas, mais importante, eles são pessoas amigáveis ​​que lembram nomes e rostos.

O sucesso da Ketel One não se baseou em marketing inteligente ou relações públicas; foi construído por Bob e Carl indo de bar em bar, encontrando bartenders, formando amizades duradouras e contando às pessoas sobre a vodka que seu pai havia criado.

Quando a Ketel One foi lançada no Reino Unido em 1998, a Nolet usou a mesma filosofia de lançamento dos EUA. Bob Nolet ligava pessoalmente para cada bar antes que ele pudesse comprar Ketel One. Uma complicação extra provou ser a falta de videocassete em bares de Londres e por isso, eles faziam as visitas de bar em bar, com uma incrivelmente pequena televisão com vídeo embutido, junto com garrafas de amostra, a fim de mostrar o importantíssimo vídeo de produção. Os embaixadores da marca de hoje devem se considerar felizes por terem iPads.

Em 2001, a vodka Ketel One atingiu a marca de um milhão de caixas nos EUA, o que obrigou a família a complementar sua abordagem de marketing "conversacional" com a campanha publicitária "Caro Ketel One Drinker". Isso foi uma nova era para a marca.

Nos anos seguintes, ficou claro que, para realizar todo o seu potencial internacional, a família se beneficiaria da parceria com um distribuidor maior. Assim, em 2008, o Nolet Group criou uma joint venture de 50/50 com a Diageo, chamada Ketel One Worldwide B.V., para comercializar e distribuir a vodka Ketel One. Embora ainda atuando como embaixadores de sua marca, isso permitiu que os Nolets concentrassem seus esforços em continuar produzindo consistentemente uma vodka de alta qualidade, ao mesmo tempo em que aumentavam a produção para satisfazer a demanda em rápido crescimento. Demanda essa que parece destinada a continuar crescendo.

Destilaria Nolet image 1 Destilaria Nolet image 2 Destilaria Nolet image 3 Destilaria Nolet image 4