Regras da casa. Ou como tirar a alegria de um bar.

  • Regras da casa. Ou como tirar a alegria de um bar. image 1

Escrito por:

Regra 1: O bartender está sempre certo.
Regra 2: Se o bartender estiver errado, veja a regra 1.

Quantos bares tem este cartaz pendurado em algum lugar na parede?

É fácil entender porque bares têm regras de casa, especialmente os clubes fechados para sócios. Normalmente eles estão lá por uma razão e muitas vezes são bem-humorados, como no Milk & Honey, que incluiam "sem xingamentos, nem escândalos". Regras justas.

Regras sobre respeitar o julgamento bartender também fazem sentido, visto que eles devem ser os sóbrios, na troca de dinheiro por bebidas. Mas e quando essas regras deixam de moldar o local na forma que seus proprietários imaginam e começam a se tornar um exercício egoísta de poder? Porque, antes de tudo, os bares devem ser locais divertidos.

Para começar, é preciso entender que regras como "por favor considere nossos vizinhos ao sair" são amplamente aceitas como sensata. Para continuar nesse ponto, o raciocínio original atrás das regras do icônico Milk & Honey era a localização. Se as pessoas causassem um tumulto no andar de baixo, os vizinhos no andar de cima iriam ouvi-los. Faz sentido. Em um clube fechado, onde só entram sócios, regras são fundamentais para definir os limites de respeito e você é obrigado a respeitá-las, afinal, está pagando para frequentar o estabelecimento.

Mas e os bares abertos e suas regras? Quanto direito eles têm para pedir a observância estrita e o que podem eles exigem de seus clientes? Por exemplo, a regra de "não fazer selfies". Sim, eles podem ser chatos e bobos, mas os bares realmente têm o direito de dizer aos clientes que não podem enfiar uma câmera em seu próprio rosto? Nenhuma fotografia de flash em um local escuro e íntimo é uma coisa, nenhuma foto, porque distrai os bartenders é certamente um passo muito longe, não?

Não oferecer coquetéis clássico é uma opção do bar. Dizer aos clientes "Nem se atreva a pedir uma Sakerinha" nas regras da casa é bem diferente. Ok, talvez seja uma tentativa de humor ou sarcasmo, mas isso não vai afastar consumidores?

O mais ridículo que já vimos: "Não faça contato visual com o bartender, a menos que queria pedir um drink".
Temos certeza que era uma tentativa de fazer graça, mas o restate das regras era tão séria, que ficou difícil distinguir. De qualquer maneira, imprimir um alista de regras como esta no menu (entre elas não dobrar ou enrolar este menu, não aceitamos despedidas de solteiro, eventos temáticos ou similares) é algo que está se tornando cada dia mis comum.

No final das contas, todas estas regras querem dizer apenas uma coisa: "é proibido se divertir neste local". Quando tudo ficou tão sério?

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 42f8d9b