Bartenders em Casa - João Vieira

Escrito por João Vieira

Fotos por João Vieira

Bartenders em Casa - João Vieira image 1

A minha trajetória de bar, começou em 2000 após um curso de bartender no Senac, seguido por uma formação na ABB e em 2008 outra pela IBA. Formado em administração de empresas no ano de 2012.
Lá no começo, meu padrinho Mestre Derivan foi a primeira figura de inspiração em um momento em que a coquetelaria ainda estava longe de ter a relevância que tem hoje.
O primeiro balcão foi no Montana Grill, na sequência Charles Edward, depois The Orleans, Squat na Alameda Itu, Sonique, Marakuthai, Eñe, Myk, La Maison est Tombée e Camden House. Todos em SP. Atualmente presto assessoria para bares e restaurantes.

3 COQUETÉIS COM BAIXO ABV

Nem todos os coquetéis precisam levar um potente ponche de álcool. Se você deseja diminuir um pouco a prova de suas bebidas, escolha um desses coquetéis com baixo ABV, perfeito para tudo, de brunch a happy hour e beber depois do jantar.

Adonis
Simples e com baixo teor alcoólico, este clássico é o aperitivo perfeito.
O coquetel Adonis remonta a meados da década de 1880 e foi nomeado em homenagem ao primeiro musical da Broadway com mais de 500 apresentações. Simples e com baixo teor alcoólico, é o aperitivo perfeito para a semana.
45 ml xerez fino ou manzanilla
45 ml vermute doce
2 Lances bitters de laranja
Utensílios: copo, colher bailarina
Vidro: copo de coquetel ou vinho
Modo de preparo: Mexa os ingredientes com gelo em um copo de mistura e coe em um copo gelado. Aperte uma casca de laranja para expressar os óleos cítricos por cima da bebida. Descarte a casca de laranja.

B-Side
Uma combinação descontraída de xerez, gim, cítrico, menta e água gaseificada. Este coquetel de xerez de baixo ABV incrivelmente refrescante combina xerez fino com gin, cítricos frescos, hortelã e água gaseificada.
45ml xerez fino
15ml gin
15ml suco de limão fresco
15ml xarope simples (1: 1)
2 folhas de hortelã
30ml água gaseificada
Utensílios: coqueteleira, coador
Vidro: highball
Decore: rodinhas de limão e lima e buquê de hortelã fresca.
Modo de preparo: Misture todos os ingredientes, exceto a água com gaseificada, e agite com gelo. Coe em um copo cheio de gelo, complete com água gaseificada e decore.

White Noise
Um adorável aperitivo.
Este coquetel é um aperitivo fácil de fazer que agrada até os bebedores mais exigentes. “Esta bebida é ótima porque é pobre em álcool; é um ótimo espaçador quando você sente que não quer algo forte, e é maravilhoso saborear quando você não está com disposição para espíritos mais fortes”.
45ml vermute Bianco
60ml água com gás
30ml licor de sabugueiro
Utensílios: copo de mistura, colher de
Vidro: antiquado refrigerado
Decore: torção de toranja
Modo de preparo :Em um copo gelado, misture o vermute e o licor de sabugueiro. Encha o copo com gelo e depois cubra com água com gás. Mexa delicadamente e decore.

Frank Sinatra's Bootleggers e Scarface

Frank Sinatra tinha seus segredos por trás daquela potente voz, que dizem envolver a máfia e muita bebida. Este coquetel é inspirado no célebre cantor!

ency 53 image

60ml Whisky Cutty Sark
2 Lances Angostura Orange Bitter
20ml Xarope de Açúcar 2:1
5g Lascas de Amburana (defumação)
1 Ramo de Dill (guarnição)
Modo de preparo: fazer a defumação na taça Ballon e reservar. Adicione todos os ingredientes com gelo na coqueteleira e bata lentamente. Coe no copo Ballon com uma rocha de gelo. Adicione o ramo de Dill. Sirva

Scarface

ency 88 image

25ml Gin
25ml Aperol
15ml Cordial de Limão siciliano
10ml Chartreuse verde
Espuma de gengibre
Noz-moscada ralada
Modo de preparo: adicione os 4 primeiros ingredientes com gelo na coqueteleira, agite levemente e coe em um copo longo com gelo. Coloque a espuma e pulverize com noz-moscada.

Receita do Cordial de Limão siciliano
350 ml de água mineral
180ml de suco de limão siciliano fresco
200 g de açúcar refinado
6 g de ácido cítrico
2,5 g de ácido tartárico
Casca de 3 limões sicilianos cortados em pedaços

Misture os ácidos e o açúcar.
Coloque a água para ferver e acrescente a mistura do açúcar.
Mexa bastante até o açúcar dissolver
Desligue o fogo e adicione o suco de limão e as cascas dos limões
Passe para um recipiente apropriado e deixe resfriar naturalmente.
Em temperatura ambiente, coloque na geladeira e deixe virar a noite.
No dia seguinte, coe as cascas de limão e qualquer sedimento.
Guarde refrigerado por até 15 dias.

Receita da espuma de gengibre
(rende de 30 a 40 drinques)
100 ml de suco de limão, 100 ml de xarope de açúcar, 100 ml de suco de gengibre fresco, 100 ml de clara de ovo

Em um sifão para chantilly, misture todos os ingredientes, feche e reserve em geladeira até a hora do uso. Antes de servir o drinque, carregue o sifão com uma cápsula de gás. Agite bem e deixe descansar por meia hora. Utilize a espuma para finalizar a bebida.

Verdades e mitos sobre o consumo de bebidas alcoólicas

O mundo das bebidas alcoólicas está repleto de histórias inusitadas e informações fakes. Para incentivar um consumo moderado e inteligente é importante estar sempre atento aos dados confiáveis. Aqui desvendamos verdades e mitos sobre o consumo de fermentados e destilados.

Você sabia que uma das histórias mais famosas sobre a origem da cachaça não passa de uma teoria mirabolante? Pois é, nem tudo que a gente encontra na internet é confiável. Para fazermos escolhas inteligentes na hora do consumo moderado de bebidas alcoólicas é importante ler as fontes corretas. Por isso, decidimos fazer um levantamento do que é verdade e mito relacionado ao consumo de bebidas alcoólicas.

UM COPO DE CERVEJA É MAIS “FRACO” DO QUE UMA DOSE DE CACHAÇA.
Mito: Independentemente da bebida a ser consumida, 1/2 pint de cerveja, meia taça de vinho, uma dose de whisky on the rocks ou uma talagada de cachaça, leve sempre em consideração quantas gramas de álcool serão ingeridos. A quantidade consumida interfere mais do que o teor alcoólico. Um copo de 330ml de cerveja, por exemplo, equivale a 30ml de whisky ou 100 ml de vinho de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).
Não vale passar dos limites no consumo de cerveja e chamar a pessoa de cachaceira. A quantidade consumida interfere mais do que o teor alcoólico – ou seja, independente de beber fermentados ou destilados o segredo é consumir de maneira consciente e responsável.

AS MULHERES SÃO MAIS SUCETÍVEIS AOS EFEITOS DO ÁLCOOL DO QUE OS HOMENS.
Verdade: A concentração de álcool acaba sendo maior no corpo das mulheres por dois fatores: o corpo feminino tem menos quantidade de água para o álcool ser distribuído e menos enzimas que quebram o álcool no estômago e no fígado do que nos homens. Então, os efeitos do álcool são perceptíveis mais rapidamente nas mulheres.

INGERIR BEBIDAS ALCOÓLICAS COM ESTÔMAGO CHEIO RETARDA OS EFEITOS DO ÁLCOOL.
Verdade: é uma excelente ideia comer antes ou durante o consumo de bebidas alcoólicas. O alimento desacelera o ritmo de absorção do álcool na corrente sanguínea, dando mais tempo para o corpo quebrar o álcool no estômago
Comer um hamburger antes ou durante o consumo de bebidas alcoólicas pode ser uma boa porque a carne vermelha possui alta concentração de aminoácidos e vitamina B, o que potencializa o processamento dos subprodutos do álcool no organismo, retardando seus efeitos.

Mas, a melhor dica de todas para retardar o efeito do álcool e acordar bem no dia seguinte é tomar água ou outras bebidas não alcoólicas durante o consumo de fermentados e destilados. O consumo de álcool faz com que o corpo perca água, causando desidratação – por isso o sentimento de boca seca, náuseas, dores de cabeça e outros sintomas típicos de ressaca.
Beber de barriga vazia ou virar “shots” muito rapidamente, resulta numa sobrecarga de álcool no corpo acelerando os efeitos da bebida no organismo. Outros fatores como peso, saúde, idade, estresse ou outras doenças também afetam a forma como seu corpo reage às bebidas alcoólicas.

BEBER CAFÉ, TOMAR UM BANHO GELADO OU FAZER
EXERCÍCIOS NO DIA SEGUINTE AJUDAM A CORTAR OS
EFEITOS DO ÁLCOOL.
Falso: Uma ressaca não pode ser curada porque o organismo precisa de tempo para metabolizar o álcool ingerido. Apesar das pessoas acharem que uma xícara de café forte ou um banho gelado podem ajudar, na prática eles apenas causam uma sensação de despertar devidos os efeitos da cafeína e do choque térmico de uma temida, mas revigorante água gelada no corpo.
Exercícios físicos no dia seguinte também não trazem benefício algum para eliminar o álcool do corpo. A endorfina no sangue depois de uma boa corrida até traz uma sensação de bem- estar, mas infelizmente o álcool não é eliminado pelo suor. Além disso, com os reflexos e a coordenação motora prejudicados o risco de lesões musculares é ainda maior.
Café, chás ou outras bebidas ricas em cafeína podem dar uma sensação revigorante, mas não são capazes de ajudar a eliminar o álcool do sangue.

INGERIR BEBIDAS ALCOÓLICAS PODE CORTAR O EFEITOS DE MEDICAMENTOS
Verdade: O álcool no organismo pode neutralizar ou intensificar a ação de alguns medicamentos. Além disso, tanto o álcool como os remédios são metabolizados pelo fígado, que pode ser sobrecarregado, comprometendo o tratamento e podendo trazer outros problemas de saúde.

A LEI SECA E AS SOBREMESAS COM ÁLCOOL
Verdade: Sobremesas com álcool, como os bombons recheados com licor, podem ser detectadas no bafômetro – claro que vai depender da quantidade da bebida no doce, o seu teor alcoólico e também a quantidade consumida. Já receitas flambadas ou que adicionam a bebida alcoólica durante o preparo e que são posteriormente aquecidas o risco não existe porque o álcool evapora. O ponto de ebulição do álcool é de 78oC, ou seja, o álcool é eliminado antes da água que evapora a 100 oC.
O alerta fica mesmo para quem acha que aquela cervejinha não prejudica a capacidade do motorista. Uma dose de cerveja já é o suficiente para alterar a coordenação motora, a capacidade de reação e de tomada de decisões – portanto, não custa lembrar: se beber não dirija.

AS BEBIDAS ALCOÓLICAS AJUDAM A NOS AQUECER EM
DIAS FRIOS
Falso: Apesar da sensação de aquecimento, na verdade o consumo de bebidas alcoólicas diminui nossa temperatura corporal e pode ser perigoso durante os invernos severos. O álcool causa a dilatação dos vasos sanguíneos, fazendo o sangue fluir pelas artérias e acelerando a perda de calor nos órgãos.

O álcool também pode reverter alguns reflexos naturais do corpo para o controle da temperatura, como a capacidade de tremer e arrepiar. Ele também pode desregular nosso organismo nos fazendo suar mesmo no frio, o que diminui ainda mais a temperatura corporal.

MUSCADE

ency 49 image

Durante séculos uma pequena noz fascinava os europeus, mas ninguém sabia sua origem exata. Trazidas por mercadores árabes, o local onde era produzida era um mistério. Foi somente em 1511 que, em nome do rei de Portugal, Afonso de Albuquerque conquistou o porto de Malaca e a partir daquele centro comercial asiático da época conseguiu descobrir a misteriosa origem da noz-moscada.

Os navios tomaram o rumo ilhas de Banda na Indonésia para voltarem abarrotados para a Europa. Com a ajuda de mercadores holandeses mais alguns séculos, o cultivo se espalhou para diversas outras regiões tropicais do mundo.

Em busca de um drinque tropical com frescor e um toque de brasilidade, criei o Muscade. O nome vem de noix muscade, como os franceses chamam a especiaria. Na base, a potência de um bourbon que se dilui com a presença do maracujá e do suco de limão siciliano. Como dulçor, xarope de açúcar.

50 ml de Bourbon
1 maracujá fresco
10 ml de limão siciliano
15 ml xarope de açúcar 2:1
pitada de noz moscada ralada
Modo de preparo: em uma coqueteleira com gelo adicione o bourbon, xarope de açúcar, a polpa do maracujá e o suco de limão siciliano. Bata vigorosamente para criar uma espuma. Separe o copo e coloque gelo. Utilizando uma peneira fina, coe para o copo. Finalize com a noz-moscada ralada por cima do drinque.

A complexidade do Muscade está mesmo na noz-moscada ralada sobre a mistura final. Um sabor que se sobressai e torna o drinque uma combinação perfeita para ser degustado com carnes, aves e embutidos.

Join the Discussion


... comment(s) for Bartenders em Casa - João Vieira

You must log in to your account to make a comment.

Report comment