Botânicos de Gin explicados

  • Botânicos de Gin explicados image 1

Escrito por:

Gin é basicamente um destilado neutro aromatizado, seja por composição ou destilação, por zimbro e várias outras sementes, bagas, raízes, frutas e ervas, que são conhecidos como botânicos. Em gins destilados, os compostos aromáticos (geralmente óleos) encontrados nos botânicos são absorvidos pelo álcool em que estão embebidos ou pelo vapor que passa por eles, aromatizando assim o destilado.

São centenas os botânicos usados para aromatizar o gin, mas a seguir estão os mais usados.

Bagas de Zimbro (Juniperus communis)

O principal sabor em todos os gins, o zimbro é um membro da família cipreste e as bagas usaas na produção de gin normalmente são da Itália, Sérvia, Macedônia e Índia. As bagas de zimbro das encostas montanhosas da Toscana e Macedônia costumam ser consideradas as melhores. As bagas europeias têm a tendência de ser mais escuras do que as mais baratas e largas da Ásia.

Essas bagas azuladas são colhidas à mão entre outubro e fevereiro, mas o principal sabor vem dos óleos essenciais (Pinheiro Alpino e cânfora) de dentro das três sementes de cada baga. Destiladores compram o zimbro por peso. Não é incomum destiladores estocarem bagas de zimbro por dois anos antes de usá-las. Durante esse tempo, elas perdem um pouco de sua umidade, mas os conteúdos de óleos continua constante.

As bagas de zimbro são cheiroas e picantes com um sabor agridoce e tons de pinheiro, lavanda, cânfora e banana bem madura coberta com um acabamento picante. Hugh Williams (ex-mestre destilador do Gin Gordon's) uma vez descreveu o zimbro como tendo um “sabor oleoso com um gosto doce no fundo”. Em resumo, o zimbro é parecido com o pinhão, mas mais frutado.

Sementes de coentro

ency 18 image

O segundo aromatizante mais importante na maioria dos gins, são as sementes de coentro do Marrocos, Romênia, Moldávia, Bulgária e Rússia. Elas variam tremendamente por região: por exemplo, as sementes da Bulgária são mais pungentes do que as sementes do Marrocos.

O óleo essencial do coentro é o linalol, que é suave, picante, perfumado e aromático com gosto de gengibre cristalizado, limão e sálvia. Joanne Simcock, Mestre Destiladora da J&G Greenall, diz que o cheiro do coentro a lembra do pão naan. Ele fornece ao gin uma complexa nota cítrica, embora alguns destiladores acusarem concorrentes de usar cascas de cítricos como uma alternativa barata para o coentro.

Raiz de angélica

Angélica é um ingrediente-chave, uma vez que detém os sabores voláteis de outros vegetais, casando-os e dando comprimento e substância ao gin. Angélica tem um sabor almiscarado, amendoado, amadeirado úmido/enraizado (chão de floresta), doce como pinhão, a borda seca e, na minha opinião, me lembra cogumelos. A maioria dos destiladores considera que as angélicas mais macias e suaves vem da região da Saxônia, na Alemanha, e preferem essas ao sabor pungente das angélicas dos Flandres, na Bélgica.

Semente de angélica

Não tão amplamente utilizado como a raiz, as sementes de angélica transmitem ao gin notas perfumadas levemente florais, parecidas com lúpulo e aipo.

Casca de limão

A casca, em vez do corpo, de limão é usado para dar sabor ao gin, já que a pele contém uma proporção maior dos saboroso óleos da fruta. A maioria dos destiladores usam limões da Andaluzia no Sul da Espanha, aonde a fruta é ainda descascada à mão e pendurada para secar ao sol. A casca de limão adiciona o refrescante, cítrico, suculento sabor de limão.

Casca de laranja

A casca de laranja costuma de vir da Espanha, normalmente Sevilha, aonde a sua colheita é em março. Assim como os limões, a sua casca é melhor para ser usada do que o corpo da laranja, e é geralmente cortada à mão, em uma tira contínua.

Diferentes destiladores escolhem diferentes tipos de laranja. Alguns preferem mais ácidas e outros mais doces. A casca de laranja adiciona o refrescante, cítrico, suculento sabor de laranja ao gin.
.

Raiz de lírio

Bulbo da planta Iris, a raiz de lírio tem uma característica bem perfumada e, como a raiz de angélica, pode ajudar a fixar os sabores e aromas dentro do gin. Plantas de três a quatro anos são colhidas e então estocadas, por mais dois a três anos, antes do uso, para que o sabor se desenvolva. A planta finalizada é bem dura e requere ser moída em pó antes do uso. A maioria de origem de Florença, Itália, a raiz de lírio é bem amarga e tem gosto da violeta de Parma, terroso e chá gelado, e ainda possui um cheiro terroso, que lembra estábulos limpos ou uma gaiola de hamster. Destiladores glorificam o lírio pela sua habilidade em segurar e fixar outros aromas botânicos e adicionar notas de perfume floral ao gin.

Cássia

ency 25 image

Um membro da família da canela, a cássia é às vezes referida como canela chinesa. É a casca da árvore que cresce no Vietnã, China e Madagascar, removida do tronco e enroladas em bobinas. Cássia adiciona um gosto similar ao de goma de mascar e canela ao gin, lembrando vinho com canela.

Canela

Do Siri Lanka, a canela é comumente usada para dar um toque picante ao gin. Como a cássia, é o tronco da árvore enrolada em bobinas.

Amêndoas

ency 88 image

A árvore da amêndoa é parente da de pêssego e é nativa do Sudoeste da Ásia. Existem dois tipos de amêndoas – doce e amarga, que são usadas no gin, e ambas são duras e devem ser trituradas antes do uso. Amêndoas possuem um alto conteúdo de óleos essenciais e dão ao gin um sabor amendoado/marzipan, untuoso e picante. Amêndoas também são adicionadas ao gosto geral do gin. Amêndoas contém traços de arsênico, que junto com a proteína da noz, desaparece durante a destilação, portanto o gin não é perigoso para pessoas com alergia a nozes.

Cardamomo

Essas vagens vêm de uma planta aromática que cresce na região de Malabar, no Sudoeste da índia, e contém numerosas pequenas sementes pretas. De duas variedades, verde e preta. As verdes são as mais usadas, já que são consideradas mais delicadas. Cardamomo adiciona um sabor picante e cítrico, quase de eucalipto ao gin.

Bagas de pimenta de Java

ency 13 image

Um membro da família da pimenta, estas pequenas bagas marrom-avermelhadas crescem em Java, na Indonésia. Elas adicionam um sabor picante, apimentado, cítrico e de pinhão/eucalipto ao gin. Considero o seu sabor como o de uma hortelã alpina picante.

Pimenta Malagueta

ency 11 image

Estas bagas também são relacionadas à família da pimenta e adicionam um sabor ardente, picante e apimentado, com uma alusão de lavanda, sabugueiro e menta.

Gengibre

É o rizoma aromático (caule subterrâneo) de uma planta do Sudeste da Ásia. O distinto cheiro do gengibre e o sabor ardente significa que deve ser usado com moderação no gin.

Alcaçuz

O alcaçuz vem da região da Indochina. A raiz fibrosa e dura da planta de alcaçuz é moída para a destilação do gin. Dá ao gin um óbvio sabor de alcaçuz, que também é leve, refrescante, agridoce e com gosto amadeirado-terroso. Adiciona base e comprimento, assim como adoça, suaviza e arredonda o gin. O alcaçuz possui um sabor incomum devido ao ácido glicídico, em vez de óleos essenciais que nele são poucos.

Noz-moscada

A árvore de noz-moscada é nativa da Indonésia, mas é largamente cultivada da Ásia e América. Sua semente marrom clara, oval e redonda serve para adicionar um tempero quente, aromático e doce ao gin.

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d