Os melhores coquetéis de 2019

Escrito por Redação Difford's Guide

Os melhores coquetéis de 2019 image 1

Para você, quais foram os melhores coquetéis de 2019? Cada um tem sua lista, certo? Então, convidamos 7 experientes bebedores e bebedoras para nos dizer o que de melhor experimentaram em 2019. Veja os resultados abaixo.

A lista poderia incluir coquetéis clássicos ou autorais, não havia limitação por bar ou bartender. Coquetéis criados para competições, guest shifts ou pop-ups também poderiam ser escolhidos.

Os coquetéis estão apresentados em ordem alfabética.

Pode haver bartenders que não atuam mais no bar onde o coquetel foi degustado ou podem ter trabalhado no modelo de consultoria.

QUEM PARTICIPOU

Carolina Oda, consultora de A&B
Giba Amendola, jornalista
Marcella Sobral, jornalista
Marcelo Cury, médico e colaborador do Difford's Guide
Marcelo Sant'Iago, editor do Difford's Guide
Rennan Correa, editor DrinksRio
Suemi Uemura, consultora de bares

DESTAQUES

ency 98 image

Carrasco, foto Kato

O Carrasco, criado por Márcio Silva do Guilhotina, e o Dry Figo, criado por Rogério Frajola do Sylvester, foram os mais votados: estão em 4 listas cada um.

ency 72 image

Dry Figo, foto divulgação

As criações de Douglas Peres, do Tan Tan Noodle Bar, são quase unanimidade: estão em 6 listas, mas com coquetéis diferentes em cada uma.

Ale D'Agostino também emplacou um coquetel diferente de seu Apothek em 5 listas .

Duas grandes performances que mostram a versatilidade da carta desses bares.

Alice Guedes, do Guarita, aparece em 3 listas, assim como Fábio la Pietra, do Sub.

Anderson Santos, Davyd Moraes, Gustavo Ometto, Igor Renovato, Jessica Sanchez, José Ronaldo, Lula Mascella, Nicola Bara, Rafael Welbert e Spencer Amereno aparecem em 2 listas cada.

No total, 43 profissionais de Belém, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo aparecem nas 7 listas.

AS LISTAS

CAROLINA ODA
"Difícil falar que são melhores, mas, sim, os mais marcantes. Pensando na quantidade de drinks provados em 2019, acho que esse é um bom panorama dos primeiros que vêm à mente e que envolvem conceito e qualidade além do líquido, envolvendo também apresentação, proposta, inovação, encaixe com o público. Ou seja, bons pelo todo, que é o jeito que tenho avaliado o que tenho consumido."

Flor da Paraíba: Cachaça, Jerez Manzanilla, vermute seco e azeitona. Por Nina Bastos e Bernardo Bastos, bar do Jiquitaia (SP)

Goya: gin, vermute de jerez, jerez fino, Angostura bitters. Por Vinicius Apolinário, bar do Komah (SP).

Grana dos Laura: Talisker single malt whisky, cachaça, queijo grana padano nacional e mel de tubi. Por Fabio La Pietra, Sub Astor (SP).

Guaritinha: cachaça em amburana, bourbon, cítricos, gengibre, aromatic bitters e clara de ovo. Por Alice Guedes, Guarita (SP).

Milk & Punch Man: shochu, sake, licor de lichia, blend de três tipos de rum, pisco, grapefruit, maracujá e especiarias. Por Thiago Pereira, Bar do Naga (SP).

Orgeat: leite de amêndoas, suco de limão siciliano, água de flor de laranjeira. Por Danilo Madeira, Quincho (SP).

Se fala Uarráca: tequila Espolón reposado infusionado com casca de cacau, mix de vermutes, Angostura bitters, twist de laranja. Por Fabio la Pietra, Lupe Bar y Taqueria (SP).

SnowffLaw: bourbon, vermute seco, grenadine e bitter de laranja. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle bar (SP).

ency 96 image

SnowffLaw, foto Tati Frison

Vermute & Soda: vermute, club soda e salmoura de azeitona. Por Ale D'Agostino, Apothek Cocktails & Co (SP).

Urucum Pisco Sour: ​pisco, xarope de urucum fresco, limão Taiti, espuma cítrica de goiaba e aromatic bitters. Por Yvens Pena, Muamba (Belém/PA).

GIBA AMENDOLA
“A coquetelaria no Brasil continua avançando. Em 2019, bebemos muito bem - e em muitos bares diferentes. Na minha lista, estão aqueles em que o primeiro gole puxou o segundo - sem que eu pudesse descansar o copo no balcão. Estão aqueles que provocaram um singelo “owww” ou um belo e redondo palavrão de aprovação.”

Arpeggio: Chivas 12 anos, licor de Framboesa, licor de ervas e conhaque, Angostura aromatic bitters, flor de sal. Por Gui Ferrari, Seen (SP).

Amor y Carinho: Jameson Irish Whiskey, manjericão, amaro, Cynar 70, Angostura aromatic bitters. Por Lula Mascella, Picco (SP).

Carrasco: Rum Bacardi 8, Rum Bacardi Oro com Especiarias, xarope de especiarias, Angostura aromatic bitters, suco de Limão. Por Márcio Silva, Guilhotina (SP).

Chez Sois: Hendrick's gin, jerez fino, licor St.Germain, vinho rosé, elixir de Chartreuse, damasco e grapefruit. Por Marco de la Roche, Riviera Bar (SP).

Daiquiri: blend de rum branco e envelhecido, limão Taiti, xarope de açúcar. Por Ale D'Agostino, Apothek Cocktail & Co. (SP).

Dry Figo: gin, vermute seco infusionado com figo e Peychaud's bitters. Por Rogério Frajola, Sylvester (SP).

Fish Martini: gin, vermute bianco, caldo de peixe e azeitona recheada com anchova. Por Luis Nascimento, H.Gin Bar (SP, atualmente fechado).

Gin Cocktail: Beefeater 24, Pierre Ferrand Dry Curaçao, xarope de cítricos, Frank's Bitters. Por Spencer Amereno, Frank Bar (SP).

ency 83 image

Gin Cocktail, foto Lombardi's Fotografia

Presente de Isabel: cachaça, Tiquira, maracujá, cajá, cardamomo, limão siciliano, clarificado e carbonatado. Por José Ronaldo, Spirit Cocktail (RJ).

Yoichi Soul: pisco, vermouth tinto, amaro Lucano , katsuobushi, licor Chambord e Angostura aromatic bitters. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle Bar (SP).

MARCELLA SOBRAL
"Foram anos tentando copiar os bares de outras cidades, principalmente de São Paulo. Mas, em 2019, o Rio começou a descobrir que é justamente esse jeito mais informal e suave que dá personalidade à coquetelaria carioca. E é essa mistura que domina a lista dos meus tragos preferidos do ano."

A jaca: infusão de jaca, vodca, uísque irlandês e limão-siciliano. Por Néli Pereira, ARP (RJ).

Alcaparra Dry: gin, calda de alcaparra e alcaparrão. Por Thiago Teixeira, Bar Janeiro (RJ).

De Compostela: gin com infusão de parmesão, brandy de Jerez, xarope de pão, molho de maracujá e mexilhão em conserva Por Igor Renovato, Garoa (RJ).

Forbidden Negroni: gin Tanqueray, Campari, Carpano Clássico, shrub de mamão, manga e beterraba, orange bitters; guarnição de manjericão roxo e cestinha com creme de mamão e sagu de shoyu. Por Nicola Bara, Micro Bar (RJ).

Idioteque: gin, vermute seco, suco de limão siciliano e sal. Por Mari Buriti, Oteque (RJ).

Haru Mistic: vodka com infusão de poejo, violeta, óleo de casca de limão siciliano, solução cítrica. Por Jessica Sanchez, Bar do Naga (RJ).

ency 95 image

Haru Mistic, foto Tomás Rangel

Mariola Sour: bourbon Marker’s Mark, xarope de banana passa e sour mix. Por Jonas Aisengart, Quartinho Bar (RJ).

The Happiest Guy: rum Bacardi OakHeart com fat wash de manteiga noisette, óleo Saccharum de grapefruit, ácido cítrico. Por Jessica Sanchez, Vizinho Gastrobar (RJ).

Trentino: bourbon, espresso, xarope de cumaru, perfume de priprioca e canela. Por Lelo Forti, Stuzzi (RJ).

Wave: blended Scotch whisky com finalização em Rye, brandy de Jerez, jerez oloroso, jerez Pedro Ximenes, Bénédictine DOM, Angostura aromatic bitters, Peychaud's bitters. Por Daniel Estevan, Nosso Ipanema (RJ).

MARCELO CURY
"2019 foi um ano de experimentação para bartenders e mixologistas do Brasil. E isso reflete na diversificação dos ingredientes dos coquetéis que escolhi. O mercado segue em desenvolvimento e o maior intercâmbio com profissionais do exterior ajudou a aumentar o nível da coquetelaria brasileira."

Carrasco: rum Bacardi 8, rum Bacardi Oro com especiarias, xarope de especiarias, Angostura aromatic bitters, limão. Por Márcio Silva, Guilhotina (SP).

Croatian Water: rum, vermute seco, licor de damasco, água de flor de laranjeira, orange bitters. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle Bar (SP).

Dercy: cachaça, Brasilberg (aperitivo à base de ervas amazônicas), mel e limão. Por Gunter Sarfert, Caracol (SP).

Dois De Cinco: rum Havana Club 7 anos, cacau, jerez oloroso, amaro e aromatic bitters. Por Gustavo Ometto, Picco (SP).

Dry Figo: gin, vermute seco infusionado com figo e Peychaud’s bitters. Por Rogério Frajola, Sylvester (SP).

Improved Whiskey Cocktail: bourbon Woodford Reserve, tintura de absinto, estragão mexicano, folha de pitanga, charuto e Jerry Thomas Own Decanter Bitters. Por Spencer Amereno, Frank Bar (SP).

Rye Rye my Darling: rye whiskey, xarope vegano de centeio (artesanal e orgânico), aromatic bitters. Por Ale D'Agostino, Apothek Cocktails & Co. (SP).

ency 11 image

Rye Rye My Darling, foto divulgação

Pirangi: cachaça, caju cozido, caramelo de demerara, amburana, mate, fernet branca, limão Taiti e angostura bitters. Por Rafael Welbert, Balaio IMS (SP).

Taperebá: vodka, rum claro, licor bizantino, taperebá, manga, pimentas. Por Ricardo Paulon, Sub Astor (SP).

Woodford Reserve Old Fashioned: Woodford Reserve bourbon whiskey, xarope de especiarias, bitter de madeiras brasileiras, água com gás. Por Alice Guedes, Guarita (SP).

MARCELO SANT'IAGO
"Procurei diversificar as bases e até vodka tem vez na minha lista. Busquei um equilíbrio entre nomes consagrados e revelações, sob pena de ter sido obrigado a deixar de fora coisas tão boas quanto estes 10 coquetéis. Além disso, há alguns que acredito terem potencial para resistir ao teste do tempo, como o Estilo Viejo e Suburbano, e ganhar espaço em mais bares."

Amor Amaro: Amaro di Angostura, vermute doce, Angostura bitters, água tônica, tangerina, hortelã. Por Marquinhos Felix, Fortunato Bar (SP).

Bolero: rum Havana Club 3 anos, calvados, vermute doce. Por Lula Mascella, Picco (SP).

Carrasco: rum Bacardi 8, rum Bacardi Oro com especiarias, xarope de especiarias, Angostura aromatic bitters, limão. Por Márcio Silva, Guilhotina (SP).

Dry Figo: gin, vermute seco infusionado com figo e Peychaud’s bitters. Por Rogério Frajola, Sylvester (SP).

Estilo Viejo: tequila Dom Julio prata, Bulleit bourbon, fernet, xarope de demerara, Angostura aromatic bitters. Por Ale D'Agostino, Apothek Cocktails & Co. (SP).

ency 78 image

Estilo Viejo, foto divulgação

Killing me Softly: vodka, vermute seco com infusão de queijo grana padano, damasco, umami bitters. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle Bar (SP).

Smoked Cocoa: bourbon infusionado com nibs de cacau e cumaru, melado, mezcal, bitter aromático; defumado com serragem de bálsamo e harmonização de chocolate meio amargo com nibs cacau e cumaru. Por Rafael Welbert, Balaio IMS (SP).

ency 98 image

Smoked Cocoa, foto Feltran Fotografia

Suburbano: cachaça, xarope de mel, suco de limão, Cynar 70 e ginger ale feita na casa. Por Davyd Moraes, bar do Jiquitaia (SP).

Violet Dévelopé: gin, xarope 1883 Violet, Suze, champanhe rosé brut, The Bitter Truth Orange bitters. Por Vinicius Demian, Benzina (SP).

Woodford Reserve Old Fashioned: Woodford Reserve, xarope de especiarias, bitter de madeiras brasileiras, água com gás. Por Alice Guedes, Guarita (SP).

ency 10 image

Woodford Reserve Old Fashioned, foto Marcelo Sant'Iago

RENNAN CORREA
"O desafio de montar uma lista com os melhores coquetéis bebidos em 2019 parecia fácil, mas o número de suplentes prontos para entrar em campo nessa seleção foi considerável. No final, sabor e entrega falaram mais alto e acabaram evidenciando inconscientemente, uma variedade de técnicas que hoje são aplicadas de forma eficaz na coquetelaria (e não somente para chamar a atenção): Clarificação, Fat Wash e infusão em sous-vide por exemplo. Os bons e velhos coquetéis de três-quatro ingredientes também estão presentes, claro. Drinks de sobremesa (prefiro chamar de coquetel pós-jantar) também fazem presença e evidenciam ainda mais a variedade que tivemos em 2019 na coquetelaria."

Alabastro: tequila fat washed em chocolate, Yellow Chartreuse, Green Chartreuse, iogurte grego e bitter de chocolate trufado. Por Anderson Santos e Johnny Araújo, Nosso Ipanema (RJ).

Bacuri: genever, jerez fino, polpa de bacuri, orange bitters. Por Fábio la Pietra, Sub Astor (SP).

ency 95 image

Bacuri, foto divulgação

Cashew Martini: gin infusionado com cajú no sous-vide, vermute seco. Por Plinio Silva, Restaurante Pérgula - Hotel Copacabana Palace (RJ).

Claro Enigma: Scotch whisky, vermute, vinho do Porto, Pimento Dram, noz moscada e aromatic bitters. Por José Ronaldo e Tai Barbin, bar do hotel Fairmont (RJ).

Dark Necessities: whisky Chivas Extra, cerveja Russian Imperial Stout e xarope de Mate. Por Wanderson Castro, Etta Bar Ipanema (RJ).

De Compostela: gin com infusão de parmesão, brandy de Jerez, xarope de pão, molho de maracujá e mexilhão em conserva. Por Igor Renovato, Garoa Bar Lounge (RJ).

ency 62 image

De Compostela, foto Rodrigo Azevedo

Dirty Collins: gin, xarope de azeitona siciliana, suco de limão Taiti, club Soda. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle Bar (SP).

Marduk: bourbon, tequila Reposado, jerez e aromatic bitters. Por Anderson Santos, Nosso Ipanema (RJ).

My Dry: gin, vermute seco, bitter de laranja, pimenta cambuci, mel ácido, suco de laranja e tabasco. Por Nicola Bara, Micro Bar (RJ).

Simply Smoke: Johnnie Walker Double Black, vermute Punt & Mes infusionado com amoras e hortelã ao molho defumado, Cherry Heering e Angostura aromatic bitters. Por Daniel Milão, Julieta Bar (RJ).

SUEMI UEMURA
"Busquei lembranças de coquetéis equilibrados, visual limpo e bonito, complexos e marcantes, de receitas simples com resultados surpreendentes. Comum a todos, findo o dilema de escolher apenas 10, foi o prazer que senti logo no primeiro gole e os sabores incríveis que agora estão na minha memória gustativa."

BeCool: jerez, mel e baunilha, vermute Martini Ambrato, Angostura aromatic bitters, orange bitters, gotas de óleo de gergelim. Por Danilo Rodrigues, Fat Cow (SP).

Blofeld: bourbon, vermute tinto, umeshu, licor de café, yuzu bitters. Por Douglas Peres, Tan Tan Noodle Bar (SP).

ency 32 image

Blofeld, foto Tati Frison

Carrasco: rum Bacardi 8, rum Bacardi Oro com especiarias, xarope de especiarias, Angostura aromatic bitters, limão. Por Márcio Silva, Guilhotina (SP).

Dois De Cinco: rum Havana Club 7 anos, cacau, jerez oloroso, amaro e aromatic bitters. Por Gustavo Ometto, Picco (SP).

Dry Figo: gin, vermute seco infusionado com figo e Peychaud’s bitters. Por Rogério Frajola, Sylvester (SP).

Lulone: bourbon, Amaro Averna, Fernet Branca, Luxardo Maraschino, Angostura aromatic bitters, orange bitters. Por Luíz Mascella, Regô (SP).

Old 23: rum Zacapa 23, Lillet Blanc, Amaro Lucano, whisky Ardbeg, açúcar e aromatic bitters. Por Ale D’Agostino, Apothek Cocktails & Co. (SP).

Suburbano: cachaça, xarope de mel, suco de limão, Cynar 70 e ginger ale feita na casa. Por Davyd Moraes, bar do Jiquitaia (SP).

The Date: Jack Daniel’s, vinho artesanal de caju defumado com cajueiro, xarope de nozes, concentrado de orquídea. Por Luciano Guimarães, Pina Cocktails & Co. (Recife).

Tomei Ohtake: gin Bombay, licor Saint Germain, Brasilberg, Cynar 70, walnut bitters. Por Talita Simões, Praia Bar (SP).

ency 23 image

Suburbano, foto Marcelo Sant'Iago

Join the Discussion


... comment(s) for Os melhores coquetéis de 2019

You must log in to your account to make a comment.

Report comment