A história dos coquetéis Blazer

Escrito por Simon Difford

Fotos por image from The Bar-tenders Guide 1862

A história dos coquetéis Blazer image 1

Este vistoso modo de preparar e servir envolve acender um destilado (geralmente uísque ou conhaque) e, em seguida, derramar o líquido em chamas entre duas canecas de prata com alças (chamadas Blazer Mugs), criando assim um arco azul de chama entre ambas.

Este modo de preparo espetacular foi criado pelo performático bartender Jerry Thomas, autor do primeiro livro para bartenders. Thomas era um showman. Ele usava equipamentos de bar feitos de prata pura e copos embelezados com pedras preciosas e metais. Ele entendeu a importância de fazer um show ao preparar drinks e as pessoas viajavam apenas para ver a sua "apresentação" assim como para experimentar seus lendários cocktails.

Apelidado de "Professor", devido à sua capacidade de lidar "com os pedidos mais extravagantes", Thomas desenvolveu sua assinatura, o "Blue Blazer", enquanto trabalhava no El Dorado, um salão de jogos em San Francisco durante a corrida do ouro. A lenda diz que Thomas só fazia a bebida se a temperatura exterior fosse de 10 °C ou menos. A única exceção a esta regra era se a pessoa que pedisse estivesse resfriado ou com gripe, pois o drink ajudava a aliviar os sintomas.

A história de sua criação diz que um homem grosseiro e enorme invadiu o bar durante o turno de Thomas e (citando um relato de Herber Asbury de 1928) disse: "Você aí do bar! Prepare algo pra pegando fogo pra me esquentar e queimar a moela! Thomas então começou a despejar whisky em chamas e água fervente entre dois copos". Na história de Asbury o homem bebeu o coquetel e disse: "Ele conseguiu! Queimou tudo, até a minha moela! Sim, senhor, até a minha moela!"

O presidente Ulysses S. Grant testemunhou Thomas realizar este espetáculo e, aparentemente, ficou tão impressionado que lhe ofereceu um charuto. Em seu livro de 1862 Bartender's Guide, Thomas escreveu: "um observador vendo pela primeira vez um artista experiente combinando esta bebida, naturalmente chegaria à conclusão de que era um néctar para Plutão, em vez de Baco".

ALERTA

Obviamente despejar o destilado flamejante de uma caneca a outra é extremamente perigoso e o próprio Jerry Tomas faz o alerta: "O novato que está misturando esta bebida deve tomar cuidado para não se queimar. Para se tornar proficiente em jogar o líquido uma caneca para a outra, será necessário praticar por algum tempo com água fria".
Eu também recomendo que você fique em um piso não inflamável e tenha equipamentos de combate a incêndio adequados nas proximidades.

Receitas

Blue Blazer - criação original de Jerry Thomas.
Brandy Blazer - variação com brandy, feito sem pirotecnias.

Join the Discussion


... comment(s) for A história dos coquetéis Blazer

You must log in to your account to make a comment.

Report comment