Licor Creme de cassis

  • Licor Creme de cassis image 26527

Escrito por:

Crème de cassis é um licor de groselha negra que se originou na França e é feito por infusão e maceração. A receita original para uma crème de cassis foi pensada para ter sido formulada por Auguste-Denis Lagoute em 1841, na região francesa de Dijon. Muitos dos melhores exemplos ainda são produzidos nesta região, que agora é famosa pelo seu Cassis.

Algumas marcas francesas são rotuladas como "Double Crème de Cassis". Isso refere-se ao teor de açúcar, que é normalmente 400g por litro, em comparação com os 200g padrão por litro. Embora o termo "duplo" não seja reconhecido oficialmente, o sabor do duplo cassis tende a ser muito mais intenso, assim menos licor é necessário para aromatizar um coquetel como o Kir.

A lei da UE afirma que a crème de cassis deve ter um mínimo de 400g de açúcar por litro e uma força alcoólica mínima de 15% alc./vol. Infelizmente, não há um mínimo para o conteúdo de frutas, embora as melhores marcas usem até 600g de groselhas negras por litro. Uma indicação do conteúdo de frutas é possível pelo sabor e uma cor intensa.

Eis outras formas de idetificar um bom cassis.

1. Vire uma garrafa de cassis de cabeça para baixo e volte de pé novamente. Observe como o licor se apega ao vidro. Um crème de cassis inferior deixará pouca ou nenhuma cor no vidro, enquanto uma marca de qualidade se apegará por algum tempo.

2. Adicione água aos cassis e veja como a diluição afeta a cor do licor. Algumas marcas ficarão de cor rosa, enquanto as marcas de qualidade manterão sua intensa cor vermelha.

3. Cheire amostras diluídas de cassis - produtos pobres perderão seu aroma, enquanto melhores marcas o manterão.

Legislação Brasileira

O decreto no.6871 diz:

Art. 67. Licor é a bebida com graduação alcoólica de quinze a cinqüenta e quatro por cento em volume, a vinte graus Celsius, com percentual de açúcar superior a trinta gramas por litro, com a seguinte composição:

I - elaborada com:

a) álcool etílico potável de origem agrícola;

b) destilado alcoólico simples de origem agrícola;

c) bebida alcoólica; ou

d) mistura de um ou mais produtos definidos nas alíneas “a”, “b” e “c”;

II - adicionada:

a) de extrato ou substância de origem vegetal;

b) de extrato ou substância de origem animal; ou

c) da mistura de um ou mais produtos definidos nas alíneas “a” e “b”; e

III - opcionalmente de substância:

a) aromatizante;

b) saborizante;

c) corante;

d) outro aditivo; ou

e) mistura de um ou mais produtos definidos nas alíneas “a”, “b”, “c” e “d”.

§ 1o O licor que tiver o nome da substância de origem animal ou vegetal deverá conter esta substância, sendo proibida a sua substituição.

§ 2o O licor será denominado de seco, fino ou doce, creme, escarchado ou cristalizado, conforme as seguintes definições:

I - licor seco é a bebida que contém mais de trinta gramas por litro e no máximo cem gramas por litro de açúcares;

II - licor fino ou doce é a bebida que contém mais de cem gramas por litro e no máximo trezentos e cinqüenta gramas por litro de açúcares;

III - licor creme é a bebida que contém mais de trezentos e cinqüenta gramas por litro de açúcares; ou

IV - licor escarchado ou cristalizado é a bebida saturada de açúcares parcialmente cristalizados.

§ 4o Serão permitidas, ainda, as denominações Cherry, Apricot, Peach, Curaçau, Prunelle, Maraschino, Peppermint, Kümmel, Noix, Cassis, Ratafia, Anis e as demais de uso corrente, aos licores elaborados principalmente com as frutas, plantas ou partes delas, desde que justifiquem essas denominações.

 

Sort by:

Showing results per page

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d