Buck's Fizz & Mimosa – história, receitas e dicas

  • Buck's Fizz & Mimosa – história, receitas e dicas image 1
  • Buck's Fizz & Mimosa – história, receitas e dicas image 2

Escrito por:

O Buck's Fizz e o Mimosa são coquetéis muito parecidos: o Buck's Fizz é feito com duas partes de champanhe em uma parte de suco de laranja, enquanto o Mimosa é feito com partes iguais de champanhe e suco de laranja. Os dois coquetéis são melhor diferenciados pelo Mimosa ser servido em um copo de vinho com gelo, enquanto o Buck's Fizz é servido sem gelo, em uma taça flute ou coupe.

No Reino Unido, origem do Buck's Fizz, o coquetel explodiu durante a década de 80, a ponto de versões engarrafadas pré-misturadas surgirem nos supermercados, onde ainda são vendidas até hoje. O Buck's Fizz também se tornou drink da moda em festas de casamento, feito em massa com suco de laranja concentrado em embalagem longa-vida. Na verdade, o suco de laranja ruim e o vinho espumante barato foram responsáveis ​​pela quase morte do Buck's Fizz e do Mimosa.

O Buck's Fizz e o Mimosa são drinques tão simples que mal podem ser chamados de coquetel. No entanto, quando feitos com suco de laranja recém-espremido, produzido a partir de laranjas retiradas diretamente da geladeira para o suco ficar gelado, e o champanhe brut também gelado, ambos são saborosos e com uma história que justifica seu lugar no Difford's Cocktail Hall of Fame.

Uma tarde ensolarada é um ótimo momento para apreciar um refrescante e leve Mimosa, enquanto o Buck's Fizz é uma ótima bebida de brunch. Para superar e resistir às recepções de casamento, eu preciso de algo um pouco mais forte.

Links para receitas e variações

Buck's Fizz - 2 partes de champanha e uma de suco de laranja (sem gelo no copo)
Mimosa - partes iguais de champanhe e suco de laranja (servido com gelo no copo)
Grand Mimosa - Mimosa com um traço de licor de laranja
Puccini - mimosa com laranja mandarin, licor de mandarin e prosecco
Blushing Mimosa - suco de laranja, suco de abacaxi, champanhe e grenadine
Valencia - suco de laranja, licor de damasco e champanhe.

História do Buck's Fizz & Mimosa

Embora haja apenas provas esparsas para respaldar as origens dos dois coquetéis, sua presença cronológica em livros de coquetelaria suporta o argumento do Buck's Fizz ter sido criado antes do Mimosa.

Acredita-se que o Buck's Fizz foi criado em 1921 por Pat McGarry, primeiro bartender do Buck's Club, em Londres, enquanto o Mimosa dizem ter sido criado quatro anos mais tarde (1925), por Frank Meier, no Ritz Hotel, em Paris.

O Buck's Fizz aparece como um dos 21 "fizzes" no livro de Harry Craddock, escrito em 1930 ,The Savoy Cocktail Book, com as proporções "¼ de copo de suco de laranja, completar com champanhe" em um copo "long tumbler". Harry não menciona um Mimosa, mas incluiu um "London Buck Cocktail", que também é servido em um "long tumbler", com "1 gelo grande, 1 copo de dry gin, suco de 1/2 limão siciliano e 1 split [garrafinha] de ginger ale."

ency 41 image

The Savoy Cocktail Book 1930

A menção ao London Buck (também conhecido como Gin buck ou Ginger Rogers) também serve para lembra que um Buck é o antigo nome de uma família de drinks longos misturados com ginger. O Buck's Fizz era um Fizz feito no Buck's Club como parte da família Fizz e não da família de drinks chamada Buck. O Buck's Fizz ainda confunde muita gente que pensa que um drink Buck pode ser feito com ginger ale OU suco cítrico. Mas não, o Buck é feito apenas com ginger ale ou ginger beer, NUNCA com suco cítrico. Buck é como foi batizado o Buck's Fizz, não é sobrenome e nome.

Frank Meier, em 1936, no seu Artistry of Mixing Drinks, também lista o Buck's Fizz como um dos 32 Fizzes com a instrução: "na coqueteleira: suco de meia laranja, uma colher de chá de açúcar, meio copo de Gin; bater bem, coar para um copo de fizz e completar com Champanhe".

ency 81 image

Bucks Fizz no Artistry of Mixing Drinks, 1936

O livro de Frank Meier, escrito em 1936, é seminal, pois se considerarmos a história desses dois drinks parecidos, foi ali que pela primeira vez foram listados tanto um Buck's Fizz quanto um Mimosa. Meier na verdade usa o nome de "Mimosa ou Champagne Orange" com a instrução "Em uma grande taça de vinho: um pedaço de gelo, suco de meia laranja; completar com champanhe, mexer e servir."

ency 89 image

Mimosa em Artistry of Mixing Drinks, 1936

Muitos livros e websites de coquetelaria dizem que o Mimosa foi criado em 1925 por Frank Meier, no Ritz Hotel. No entanto, em seu próprio livro, publicado 11 anos após essa suposta data de criação, ele não reivindica sua origem. Uma nota no começo do livro (página 20) afirma que "As receitas marcadas  foram criadas pelo autor". O Mimosa NÃO tem esse símbolo. Embora o coquetel à esquerda dele, o Koldkure, tenha. Talvez o autor ou editor tenha omitido o símbolo crucial ou simplesmente marcou o drink errado.

ency 81 image

"Originated by the author" em Artistry of Mixing Drinks de 1936

Tanto o The Savoy Cocktail Book quanto o livro de Frank Meier incluem um coquetel chamado Valencia, que é similar ao Mimosa e ao Buck's Fizz, mas é batido e tem adição de "meio copo de Apricot Brandy."

A próxima menção ao Buck's Fizz digna de nota está no livro de W. J. Tarling, escrito em 1937, o Cafe Royal Cocktail Book, cuja receita é : "Servir em um copo tumbler. Duas colheres de mesa de suco de laranja. Completar com champanhe." Tarling não cita o Mimosa

ency 89 image

Café Royal Cocktail Book Coronation Edition de 1937

Em 1953, o The U.K.B.G. Guide to Drinks também cita o Buck's Fizz com uma receita que especifica "copo longo" e a instrução para "adicionar 1 cubo de gelo". Entretanto, apesar de todas essas aparições, é consenso de que o Buck's Fizz tem proporção maior de champanhe do que um Mimosa e é servido "straight-up"(sem gelo), enquanto o segundo é servido em copo com gelo.

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d