5 Março

Fairy Cream image

Hoje é Dia do Absinto

Por isso estamos bebendo...

Fairy Cream

Veja a Receita

Absinto foi e continua sendo a bebida preferida de grandes artistas, poetas, escritores e pintores. Por isso a criação de seu próprio dia é algo que já deveria existir há muito tempo.

A Fada Verde foi proibida em muitos países, depois que um pânico moral causou a crença de que era o absinto, ao invés de alcoolismo ou sífilis, que estava enlouquecendo boêmios e trabalhadores comuns. É precisamente esta proibição que faz hoje o Dia do Absinto: neste dia em 1997, o absinto voltou à venda legal nos EUA, desde a sua proibição em 1912.

Em 1999 a bebida foi trazida ao Brasil e legalizada no mesmo ano, porém teve de adaptar-se à lei brasileira, com teor alcoólico máximo de 54% álc./vol, de acordo com a norma do Art. 12, inciso II do Decreto 6.871/2009.

A melhor maneira de comemorar o dia do Absinto é com um coquetel criado por um boêmio verdadeiro, fã de absinto e um do bartenders o mais influente do mundo, Dick Bradsell. Em dezembro de 1998, numa sala no andar de cima do Groucho Club de Londres, quando George Rowley lançou a primeira marca de absinto a ser vendido na Grã-Bretanha desde a Primeira Guerra Mundial, foi Dick que não só estava misturando coquetéis há muito esquecidos, mas também explicando a jornalistas ali reunidos que este destilado supostamente proibido era seguro para beber.

Dick criou vários coquetéis com absinto, aqui estão quatro de suas receitas originais:

• Green Fairy (anos 90)
• Hammer of the Gods (final dos anos 90).
• Triple A (2010).
• Fairy Cream (2010).

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 42f8d9b