A história do Harvey Wallbanger

  • A história do Harvey Wallbanger image 1

Escrito por:
Photography by: Manhattan Beach, California by

Um dos mais famosos coquetéis dos anos 70, o Harvey Wallbanger é basicamente um Screwdriver finalizado com um "float"de Galliano. Ele foi super famoso, mas não conseguiu sobrevir além dos anos 80, por culpa da mudança de paladar, suco em caixinha e até mesmo queda de prestígio do Galliano.

Você pode ser muito preguiçoso para espremer o suco de laranja para o café da manhã, mas este drink deve ser feito com suco de laranja recém-espremido. É uma experiência muito diferente dos sucos de laranja em caixinha.

Adicione um toque de vodka e o frescor aromático à base de ervas de hortelã que o Galliano traz e você ira entender porque o Harvey Wallbanger foi um sucesso nos anos setenta.

Receita

Cuidado para não usar o Galliano errado! O Galliano original, "Galliano L'Autentico", teve a fórmula alterada de 42.3% alc/vol. para 35% nos anos 70 e, posteriormente, para 30% no anos 90. Nessa época o sabor também mudou, com baunilha dominante. Felizmente, o Galliano L'Autentico foi relançado em 2006 e agora convive com o Galliano Vanilla. Ambos são ótimos, mas para o autêntico Harvey Wallbanger você precisa do L'Autentico.

Como todo coquetel de 3 ingredientes, o segredo do Harvey Wallbanger está nas proporções, qualidade dos ingredientes e como você os mistura. A nossa receita de Harvey Wallbanger fica melhor se você mexer com gelo suco de laranja e vodka separadamente, antes de coar para um copo com gelo fresco. Prefira assim do que montar o drink diretamente no copo de servir.

Não deixe de experimentar o Freddy Fudpucker, um primo de Harvey que leva tequila em vez de vodka.

Origem

A lenda diz que "Harvey" - Tom Harvey para ser exato - era um surfista em Manhattan Beach, Califórnia. Sua bebida favorita era Screwdriver com Galliano - os ingredientes que compõem um Harvey Wallbanger. Um dia, no final dos anos sessenta, ao mesmo tempo em que ganhava uma competição de surf, ele cambaleava de bar para bar, batendo sua prancha de surf nas paredes, e, então, um coquetel clássico contemporâneo ganhou seu nome.

No entanto, uma outra história credita a criação para Bill Donner, o anfitrião de uma festa realizada em uma casa em meados dos anos sessenta, em Newport Beach, Califórnia. Um dos convidados, Harvey, foi encontrado batendo a cabeça na manhã seguinte, reclamando da ressaca que este drink o induziu.

Temos que agradecer a Robert Simonson, que desvendeu as verdadeiras origens desse que foi um dos mais populares drinks da década de 70. Ele descobriu um artigo no The Hartford Courant publicado em 3/09/77 entitulado Retired Mixologist To Teach Tunxis Drink-Making Class: "...não é a mistura que faz o drink, mas o misturador, diz o instrutor de curso que não vale créditos, Donato "Duke" Antone. Ele é o criador do Harvey Wallbanger e mais de 50 drinks consumidos a nível nacional ".

Então, é isso. Evidência escrita. No entanto, Robert Simonson expressa algum ceticismo e teoriza que Antone criou o coquetel enquanto trabalhava como consultor de marketing de bebidas para George Bednar, Diretor de Marketing da McKesson Imports Co., no final da década de 60 e então importadores de Galliano para os EUA. Esta teoria é ajudada por uma frase na mesma peça de Courant de 1977, "Antone ... não se limitou a misturar bebidas. Em vez disso, ele tem atuado em todos os aspectos da indústria de licores, desde design de restaurantes até marketing". Simonson supõe que Bednar se aproximou de Antone em 1966, para criar um coquetel com o qual vender o Galliano. Afinal, Antone era conhecido por ter criado um coquetel com bastante Galliano, chamado Italian Fascination, e é creditado também pela invenção do Freddy Fudpucker, basicamente um Harvey Wallbanger com tequila.

Então, foi Donato "Duke" Antone, que não só dizem ter criado o Harvey Wallbanger, mas a lenda (ou o bom marketing) de que ele também fez o drink para aquele surfista chamado Tom Harvey, enquanto era bartender no Blackwatch Bar, em Sunset Boulevard, em Hollywood, durante 1952.

George Bednar, que certamente era um bom comerciante, encomendou a um artista chamado Bill Young um cartaz para promover Galliano através do Harvey Wallbanger. Bednar é creditado por ter criado o slogan para o próprio anúncio: "Harvey Wallbanger is the name. And I can be made!".

ency 90 image

Original Harvey Wallbager poster designed by Bill Young, cortesia The Army of Drunks Podcast

O anúncio estilo pop art arte pop com um monge meio hippie de sandália foi um enorme sucesso e, quando os anos sessenta viraram setenta, o personagem foi reproduzido em camisetas, canecas e adesivos, enquanto o coquetel anunciado voava e todos os bares.

No verão de 1973 apareceram anúncios para uma versão pré-misturada em lata do Harvey Wallbanger, "The Club Wallbanger", fabricado com Smirnoff Vodka. Talvez a versão enlatada seja o que ajudou eventualmente a matar o Harvey Wallbanger. Afinal, feito com suco de laranja fresco, é ótimo, assim como o Screwdriver. No entanto, feito com suco de laranja pasteurizado, é apenas uma outro coquetel ruim da Era Disco, que felizmente ficou esquecido nos anos setenta.

ency 88 imageency 47 image

Harvey Wallbager poster cortesia de Good Spirits News

×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision a2b0c12