A história do Sazerac

Escrito por:

Tradicionalmente baseado em conhaque ou uísque de centeio, David A. Embury fala do Sazerac em Fine Art of Mixing Drinks de 1948: "essencialmente é apenas um Old Fashioned feito com Peychaud's bitters em vez de Angostura e aromatizado com um traço de absinto". Criado em Nova Orleans, é o coquetel oficial da cidade e um dos mais antigos dos Estados Unidos.

Coquetéis à base de brandy já eram servidos em Nova Orleans antes do Sazerac ser criado e quase certamente incluíam bitters, possivelmente Stoughton's Bitters, um bitter medicinal para o estômago extinto há muitos anos. Os ingredientes do Sazerac têm variado ao longo dos anos, no entanto, seu sabor permaneceu distintivo devido a um ingrediente essencial: Peychaud's aromatic bitters, criado por Antoine Amedee Peychaud.

Sua história começa em 1795, quando ele chega a Nova Orleans como refugiado depois que seu pai foi forçado a fugir da ilha de San Domingo e da plantação de café de sua família, depois que os escravos se rebelaram. Antoine cresceu para se tornar um farmacêutico e comprou sua própria farmácia e drogaria que ficava na 437 Rue Royale (então no. 123 da Royal Street) em 1834. Ali ele criou um "American Aromatic Bitter Cordial" e comercializou-o como tônico medicinal. Essas poções estavam na moda na época e havia muitos produtos similares.

Antoine também servia seus bitters misturados com brandy e outros destilados. Tem sido falsamente alegado que a palavra "coquetel" surgiu por Antoine por causa da medida conhecida como um "coquetier", que ele costumava usar para preparar drinks. No entanto, o termo coquetel apareceu pela primeira vez na imprensa em um jornal do estado de Nova York em 1806, quando Antoine era apenas uma criança.

Enquanto isso, por volta de 1850, Sewell T. Taylor, outro empresário de Nova Orleans, desistiu de ser proprietário de um bar para entrar no negócio de bebidas alcoólicas, tornando-se o agente local de uma empresa francesa de conhaque, Sazerac-du-Forge et Fils de Limoges. Seu bar, Merchant's Exchange Coffee House na 13 Exchange Alley, foi adquirido por Aaron Bird ou John B. Schiller.

A Exchange Alley ficava entre a Royal Street e Exchange Place, no French Quarter, onde hoje está o Wyndham Hotel. Uma passagem de serviço debaixo do hotel ainda liga as duas ruas. Foi ali, no Exchange Coffee House, em algum momento entre 1850 e1859, que o coquetel Sazerac foi criado, batizado por causa de seu ingrediente, o conhaque Taylor's Sazerac. Além disso, levava Peychaud's aromatic bitters e açúcar. O coquetel virou a principal especialidade do bar.

Em 1869/70, Thomas H. Handy, o contador do bar, assumiu o Exchange Coffeehouse e rebatizou-o de Sazerac Coffeehouse, por causa do coquetel da casa. Enquanto isso, Antoine Peychaud vivia tempos difíceis e vendeu sua farmácia, juntamente com a fórmula e marca de seus bitters para Handy, em 1873. Tendo comprado o bar e os bitters necessários para fazer seu coquetel, Handy então enfrentou uma situação com o conhaque: o ingrediente principal do Sazerac tornou-se difícil de obter.

O pulgão filoxera, um inseto que ataca as raízes da vinha, devastou vinhas francesas no final da década de 1860-1870 e assim praticamente interrompeu a produção de conhaque, forçando Handy a mudar a receita do Sazerac. Ele ainda usava o bitters de Peychaud, mas adotou o Maryland Club rye whiskey americano, mantendo apenas um traço de conhaque. Nessa época, talvez antes da mudança para o uísque de centeio, um esguicho de absinto, que estava na moda, foi adicionado ao Sazerac. À medida que o conhaque foi ficando mais escasso, ele desapareceu gradualmente do drink.

Stanley Clisby Arthur em seu livro de 1937 Famous New Orleans Drinks & how to mix'em diz: "a inovação de usar absinto tem sido creditada a Leon Lamothe, que em 1858 foi bartender no Emile Seignouret, Charles Cavaroc & Co. , uma empresa de importação de vinhos localizada na antiga mansão de Seignouret, ainda em pé na Royal Street 520. Mais provavelmente foi por volta de 1870, quando Lamothe trabalhava no restaurante Pina, na Burgundy Street, e experimentou usar o absinto e fez do Sazerac o que é hoje ".

Antes de sua morte, em 1889, Handy divulgou a receita de seu coquetel para William T. "Cocktail Bill" Boothby, que o publicou em seu livro de 1908 The World's Drinks and How to Mix Them.

Sazerac (receita de Boothby)
¾ jigger Whiskey
2 dashes Peychaud
Absinto para lavar o copo
½ colher xarope de açúcar
1 fatia de casca de limão siciliano
Gelar o copo de coquetel, umedecer com algumas gotas de absinto e jogar o excesso fora. Mexer os outros ingredientes com gelo, coar para o copo preparado e servir com shot de água ao lado.

Na década de 1890, a Sazerac Company começou a engarrafar e comercializar o Sazerac Cocktail, agora feito com uísque de centeio em vez de conhaque. O coquetel, que continuou a ser servido no Sazerac Bar, foi adaptado ainda mais em 1912, quando o absinto foi proibido nos EUA. A Sazerac Company criou um produto chamado Herbsaint como um substituto absinto e, embora atualmente o absinto seja novamente legal nos EUA, a maioria dos bares em Nova Orleans continuar a fazer seus Sazerac com Herbsaint.

O Sazerac Bar reabriu após a Lei Seca na Rua Carondelet 300. Em 1949, Seymour Weiss, vice-presidente e diretor administrativo do vizinho Roosevelt Hotel, adquiriu os direitos de uso do nome Sazerac Bar da Sazerac Company. Ele reformou uma antiga loja de vinhos e destilados na rua Baronne e, em 26 de setembro de 1949, abriu o novo bar Sazerac. Weiss publicou que o novo bar aboliria sua regra de "somente para homens" e daria boas-vindas às mulheres. O movimento foi uma genial ação de marketing e as mulheres compareceram em peso ao lançamento, em um evento que ficou conhecido como "Storming the Sazerac".

Em 1959, o Bar Sazerac na Baronne Street foi fechado e o nome foi transferido para o bar principal do hotel, inaugurado em 1938. O Sazerac Bar continua a ser popular e pode ser considerado o lar espiritual e real do Sazerac, pois cerca de 40.000 Sazeracs são servidos lá todos os anos. Para aliviar a confusão: o hotel foi originalmente inaugurado em 1893 como Hotel Grunewald, em seguida, tornou-se Fairmont. Após o furacão Katrina, reabriu como Roosevelt novamente.

Em 2007, Ann Tuennerman, da Sociedade de Preservação Culinária e Cultural de Nova Orleans, pressionou o estado de Louisiana com a campanha "Save the Sazerac". No mês de março seguinte, o senador estadual Edwin R. Murray apresentou um projeto de lei no Senado designando o Sazerac como o coquetel oficial do estado da Louisiana. O projeto de lei foi derrotado em 8 de abril de 2008, mas após mais debates e lobby, em 23 de junho de 2008, o legislativo da Louisiana aprovou um projeto de lei proclamando o Sazerac como coquetel oficial de Nova Orleans.

Receitas de Sazerac e variações

Sazerac Cocktail - método Difford e com partes iguais.

Sazerac Cocktail - método e receita clássica de New Orleans.

Chocolate Sazerac

Grand Sazerac

Highland Sazerac

  • A história do Sazerac image 1
×
  • Bem-vindo (a)
  • Receba atualizações com muita informaçãosobre bebidas, bares ecoquetéis
  • Por favor, confirme que você tem mais de 18 anos e insira seu email
  • Não obrigado, continue para o diffordsguide.com
CSS revision 692131d